190 milhões de euros em jogo!

Ladrões de Tuta e Meia é uma divertida e eficaz comédia portuguesa, da autoria de Hugo Diogo. Aqui estamos perante uns trapalhões “Bonnie & Clyde” (1967) portugueses.

Após vários golpes concluídos, João (Rui Unas) e Christiane (Leonor Seixas), continuam a precisar de mais dinheiro para financiar o seu casamento. Quando leem no jornal que Amílcar (Carlos Areia), um velho viúvo acaba de ganhar o Euromilhões, decidem fingir que João é seu filho para ficar com toda a herança. Será que vão conseguir vencer com o seu golpe?

São 190 milhões de euros em jogo! Mas atenção, que eles não são os únicos a tentar meter as mãos nos bolsos do vencedor Amilcar. Rapidamente os nossos ‘Bonnie & Clyde’ apercebem-se da existência da afilhada Jéssica J. (Melânia Gomes), ex-concorrente de um reality show, que também já está de olho no dinheiro.

Não poderemos deixar de elogiar a prestação de Melânia com uma personagem caricatural hilariante, bem reveladora desta sociedade movida a bits e a publicações no “Insta” (leia-se instagram).

Rui Unas, Leonor Seixas e Carlos Areia, adivinham também umas boas risadas!

A narrativa é natural, causando expectativa quanto à próxima cena. Aqui não poderemos deixar de mencionar a presença de Cândido Mota, que simplificou bastante a exposição da história e o seu consequente encadeamento, embora por vezes a exposição tenha sido , a nosso ver mais longa que o necessário.

Ladrões de Tuta e meia é, sem dúvida, uma comédia que lhe vai fazer passar um bom momento no cinema. É importante valorizarmos o cinema nacional.

Por Redação