Alimentos que podem sufocar uma criança

É certo e sabido que os engasgamentos em crianças são uma das maiores causas de morte infantil. Todos os cuidados são poucos. A maior parte das mortes por engasgamento ou sufocamento ocorre no primeiro ano de vida.

Cabe aos pais estarem em constante alerta, principalmente com os engasgamentos com alimentos. Nem todos terão de ser retirados da alimentação dos seus filhos. O mais importante de tudo é saber como comer determinados alimentos.

O engasgamento é a obstrução das vias respiratórias por um objeto. Ao serem bloqueadas, o bebé não consegue respirar e pode perder o conhecimento. Trata-se duma situação de urgência médica que pode pôr em perigo a vida da criança. Aproximadamente 95% das mortes por engasgos ocorrem no ambiente doméstico.

O engasgamento ocorre sobretudo em menores de 5 anos. Conheça os alimentos mais perigosos:

Azeitonas e cerejas têm caroço, tornando-as potencialmente perigosas para os miúdos. Deverá cortar ao meio e retirar o caroço. Não se esqueça de deixar a tigela com cerejas ou azeitonas longe das crianças!

A Cenoura é bastante dura para certas crianças mastigarem. O ideal é ralar a cenoura ou cozê-la até ficar bem mole.

O ideal é oferecer aos seus filhos uvas sem grainha. Caso prefira as uvas normais, retire as grainhas antes de dar à criança e parta cada uva em quatro bocadinhos. Não basta partir ao meio.

Salsichas são um alimento que as crianças adoram. Mas há que ter cuidado, porque uma trinca maior na salsicha mal mastigada pode sufocar a criança, levando mesmo à sua morte. O ideal é partir aos bocadinhos para se poder comer tranquilamente.

Não é só a maçã, mas todas as frutas mais duras são altamente perigosas para as crianças. O ideal será cozê-las e fazer uma espécie de puré. Se a criança já tiver a dentição quase completa, parta aos bocadinhos pequenos para não correr o risco de se engasgar.

Nozes, amêndoas, amendoins e outros frutos secos devem ser evitados por serem muito pequenos e bastante duros. Do grupo, as nozes são as mais perigosas pelo seu formato e tamanho.

Não dê caracóis com casca aos miúdos! É dos alimentos mais perigosos e a maioria dos pais relativiza, achando que os filhos já sabem comê-los. O ideal será sempre retirar o animal de dentro da casca e só depois oferecer à criança.

O tamanho e o formato das pipocas fazem dela um alimento altamente perigoso. Há um grande risco das crianças se engasgarem.

Rebuçados e chupas são duros e difíceis de mastigar. Se forem engolidos podem levar a criança à morte. Um verdadeiro alerta sobretudo em festas de criança! Especial atenção às gomas e às pastilhas elásticas.