António Carlos Cortez vence Grande Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes

“A dor concreta” foi o livro galardoado com o prémio de 12.500€.

Nascido em Lisboa, em 1976, António Carlos Cortez é poeta, ensaísta e professor de literatura portuguesa e português no Colégio Moderno, em Lisboa, além de investigador do Centro de Literatura de Expressão Portuguesa e Lusófona da Universidade de Lisboa (CLEPUL), consultor do Plano Nacional de Leitura, do Clube UNESCO para a Literatura em Portugal e crítico de poesia do Jornal de Letras e das revistas Colóquio/Letras e Relâmpago.

Editado pela Tinta-da-China, o livro “A dor concreta” assinala, segundo o júri constituído por Daniel Jonas, Isabel Cristina Mateus e pelo presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes, a “(…) a solidez de um percurso que, evoluindo, se reconfigura em cada momento, caminhando para um depuramento crescente da linguagem poética”, afirma-se no comunicado da APE.

Este prémio, coordenado pela APE, com o patrocínio da Câmara Municipal de Amarante, destina-se a galardoar anualmente uma obra escrita em português por um autor nacional que seja publicada na íntegra e em primeira edição, assim como obras completas de poesia ou antologias poéticas de autor, e a esta edição concorreram obras publicadas em 2017, e a título excecional, em 2016.

A cerimónia de entrega do prémio ainda não tem data marcada.