“Arquitetos de Palmo e Meio”

Oficina de Natal "Arquitetos de Palmo e Meio" para crianças entre os 6 e os 12, de 18 a 21 de dezembro. Uma proposta do Serviço Educativo Casa da Arquitetura.

Nesta oficina, os “Arquitetos de Palmo e Meio” são desafiados a explorar, propor e construir utilizando as dimensões do nosso corpo.

O arquiteto Le Corbusier revolucionou a Arquitetura Moderna com a conceção do sistema “Modulor” baseado nas proporções do corpo humano, um sistema modular para nos ajudar a construir à dimensão de todos.

Quantas pessoas conseguem passar naquela porta? Ou deitar-se ao comprido naquele degrau? E a minha cabeça, chega àquela janela? Através da observação, desenho, medições e construções, vamos explorar de forma lúdica a relação do nosso corpo com a forma, proporção e escala dos espaços e objetos que nos rodeiam.

A atividade vai ser dividida em 4 momentos em cada dia. Na parte da manhã um momento para explorar, seguido de um momento para projetar e, de tarde, o momento da construção que culmina no momento da partilha das conclusões tiradas.

A cidade

No primeiro dia, o tema vai ser a cidade. Começaremos por explorar o nosso próprio

glossário Modulor, medindo o nosso próprio corpo. De seguida, projetaremos uma cidade com cabeça tronco e membros. Na parte da tarde vamos construir maquetes para cidades de locais e contextos diferentes como a cidade industrial, a cidade rica em recursos naturais, uma capital ou uma cidade universitária. No final, partilharemos os resultados de forma a eleger o testemunho que queremos passar aos outros visitantes.

O edifício

No segundo dia, o tema é o edifício. Vamos explorar o glossário criado no primeiro dia e descobrir que unidade de medida melhor se adequa à escala do que pretende medir?

Começamos por explorar a Real Vinícola, numa missão para recolher a maior diversidade de medidas possível de vários elementos arquitetónicos, sejam eles portas, janelas, degraus ou as paredes de um pavilhão. De seguida, vamos projetar um edifício para pessoas do nosso tamanho, para criaturas minúsculas e para seres gigantes. Quais serão as diferenças? De tarde, vamos construir uma casa para os 3 viverem juntos. No fim do dia, partilhamos as conclusões com uma exposição dos trabalhos.

O território

No terceiro dia, o tema é o território. É dia de visitar a exposição Infinito Vão e descobrir as diferenças entre a arquitetura portuguesa e brasileira. O que define as construções de um país? Quais as diferentes necessidades? No segundo momento, vamos projetar um mesmo equipamento necessário para o Brasil e para Portugal. Da parte da tarde construiremos a maquete de uma destas propostas para que, no final, todos possam participar na construção destes países.

O mobiliário

No último dia, exploramos o tema do mobiliário. Vamos circular pelo espaço da Casa da Arquitectura à procura de objetos do  dia-a-dia para os  medir com  as  unidades  do  Glossário que criámos. Com essas medidas e recolha, vamos projetar uma peça de mobiliário que faça falta à Casa que, de tarde, construiremos à escala real. No final deste dia, vamos partilhar todas as nossas diferentes experiências com esta atividade e oferecer uma das nossas peças de mobiliário à Casa.