Cancro: mais um avanço na doença

Cientistas dão mais um avanço na ciência e surge uma nova abordagem no tratamento do cancro: a imunoterapia.

Uma equipa de investigadores da Harvard Medical School e da Universidade de Massachusetts está a dar um passo importante e há muito esperado na luta contra o cancro.

O caminho para o fim é ainda extenso e inconclusivo mas, a imunoterapia, é uma nova abordagem ao tratamento da doença e tem-se assumido como a forma mais eficaz de travar a ação e desenvolvimento de tumores agressivos.

A grande invenção dos cientistas foi a criação de uma supermolécula que desfaz os tumores e trava a ação de células cancerígenas que alimentam esses mesmos tumores. Ou seja, fazer com que as moléculas do sistema imunitário se unam numa só, como se fossem um puzzle, e criem uma barreira à ação e desenvolvimento da doença.

Esta experiência, que foi testada em ratos de laboratório revelou-se eficaz nos tumores da mama e da pele.

Os cientistas acreditam que os testes em humanos possam ser realizados muito em breve e segundo a publicação feita por um dos autores do estudo no site da Universidade de Massachusetts, a terapia tem já licença para ser usada, algo que poderá acelerar as experiências em humanos.

O estudo foi publicado na Nature Biomedical Engineering .