Casa da Arquitectura com programação para os mais novos

A programação serviço educativo da Casa da Arquitectura, em Matosinhos, apresenta programas específicos destinados ao público mais novo. A 4 e 6 de março e a 13 e 14 de abril.

Em março e abril não vão faltar motivos para levar os mais novos até à Casa da Arquitectura, em Matosinhos. Confira as datas e a agenda.

4 março
manhã: Oficina | Maloca, um abrigo para brincar; Maloca, um lar para sambar
tarde: Oficina | A Cara das Casas

Maloca, um abrigo para brincar; Maloca, um lar para sambar
A palavra “maloca”, popularizada pelo cantor e compositor Adoniram Barbosa com a música “Maloca querida”, significa uma moradia simples, um lar ou um abrigo. Inspirada na instalação ” Tropicália” (1967) do artista brasileiro Hélio Oiticica, ao som do samba, da floresta amazónica e rodeados de imagens de um jardim brasileiro, com materiais simples e coloridos, vamos construir a nossa maloca. No final criaremos um circuito labiríntico como em “Tropicália”, que será o resultado de todas as intervenções individuais.

A Cara das Casas
Tal como a nossa cara é o reflexo do nosso interior, também as casas têm caras que nos podem, melhor ou pior deixar antever o que se passa dentro delas. Nesta oficina vamos observar uma enorme variedade de fachadas de casas e pensar que personalidade e sentimentos podemos encontrar no seu espaço interior. No final, tentaremos produzir casas com caras em forma de máscara.

6 março
manhã: Oficina | Ecocidades Imaginadas
tarde: Oficina | Praça vejo graça

sessão manhã: 10:00h – 13:00h
sessão tarde: 14:30h – 17:30h
min 8 – máx 16 participantes
5,00€ sessão / por participante + 5,00€ acompanhamento almoço
Crianças entre os 6 e os 11 anos

Ecocidades Imaginadas
Sabemos que uma cidade é composta por espaços, edifícios e elementos urbanísticos muito variados: prédios, casas, museus, escolas, hospitais, lojas, ruas, praças, jardins, passeios, estradas, caminhos. Qual será a diferença entre uma cidade e uma ecocidade? A ecocidade partilha um espaço de vida em comum e adota conscientemente o projeto de transformar a cidade numa grande casa solidária, com o objetivo de diminuir o impacto sobre o meio ambiente. Nesta oficina desafiamos os participantes a pensar e a desenhar sobre as ruas, as avenidas e as atitudes de uma cidade como esta.

13 abril
Quarta-feira
Sábado, 15h-18h

CA – Espaço Caleidoscópio

Oficina

Maloca, um abrigo para brincar; Maloca, um lar para sambar

Crianças e famílias

Gratuito *

14 abril
Domingo11h
Galeria da casa
Visita-Jogo
Praça vejo Graça
Crianças e famílias
Gratuito *

Praça vejo graça
“Um espaço aberto para o encontro e o convívio, onde se pode ficar à vontade, vadiar, ler, descansar e namorar, assistir à espetáculos artísticos e esportivos, participar de manifestações públicas…”
Fábio Penteado
Esta citação do Fábio Penteado diz respeito ao Centro de Convivência Cultural de Campinas, um dos principais projetos expostos na exposição Irradiações. Nesta oficina os participantes irão descobrir, compreender e explorar este projeto. Como é habitado? O que lá se faz?
Desafiamos os participantes a pensar e a explorar sobre a sua função através de desafios, desenhos e construções.