Como cuidar do que não se vê?

Nem só do que é visível aos olhos, é feita a beleza. O bem-estar e a autoestima podem e devem ser garantidos com uma série de cuidados de beleza diários, que conjuguem saúde e bem-estar. A utilização do champô mais indicado para cada tipo de cabelo, a aplicação de cremes específicos para o rosto e corpo, a escolha do perfume para cada dia são alguns passos seguidos.

No entanto, é importante dar a mesma atenção aos cuidados relacionados com a higiene íntima, que devem ser adaptados a cada fase da vida. Existem algumas dicas que não devem ser esquecidas:

Utilizar produtos que respeitem o pH da zona íntima: o pH da zona íntima é mais ácido do que o da restante pele e, por este motivo, devem ser utilizados produtos específicos. Enquanto o gel de banho é formulado para respeitar o pH da pele, os produtos de higiene íntima diária são pensados para não agredir o pH vaginal;

Apostar na utilização de roupa interior de algodão: a roupa de algodão tem características hipoalergénicas e maior capacidade de absorção se surgirem corrimentos;

Realizar uma a duas vezes por dia: a higiene íntima deve ser cuidada, mas apenas uma a duas vezes por dia, em média. Pode-se utilizar apenas água ou aliar um produto específico;

Procurar um produto que responda a cada necessidade: o corpo da mulher vai sofrendo alterações ao longo da vida, que também influenciam o pH vaginal. Por este motivo é fundamental a procura de opções adequadas a fases como primeira menstruação, gravidez, menopausa ou situações de infeções pontuais.