Dar Letra à Música com Janeiro

Dia 23 de janeiro, canta-se o Janeiro, no Museu FC Porto. Trata-se de um dos fortes nomes emergentes da nova música portuguesa e criador das Janeiro Sessions, com episódios ainda preservados no You Tube e convidados tão ilustres como Miguel Araújo, Salvador Sobral e Ana Bacalhau.

Janeiro também é um mês de tradições populares e o Dar Letra à Música (DLAM), à boa maneira destes serões de conversa, canções e humor, ajuda a cumprir esse destino. Na noite do DLAM, e além da participação no Festival da Canção da RTP de 2017, a convite de Sobral, há o álbum frag.men.tos para explorar e, possivelmente, algumas novidades para conhecer com Janeiro. O tema “Canção Para Ti” e um convite de Sobral para participar no Festival da Canção da RTP (com o original “sem título”) destacam 2017 como outro ano forte de Janeiro, que se estreia no auditório do Museu antes de a Janeiro Sessions Live Tour o levar à Casa da Música (Porto) – em ambos os espaços, “Solidão” (a bombar na rádio) ou “Preguiça” são hipóteses para escuta ao vivo.

Novo talento refinado no Hot Clube De Portugal e na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas em Lisboa, onde estudou Musicologia, Janeiro tinha 20 anos de idade quando gravou, em casa, o EP de estreia “Janeiro” (2015), revelando influências de fado, jazz e R&B eletrónica e qualidade para atuar em festivais de referência. Seguiram-se as Janeiro Sessions, com episódios ainda preservados no You Tube e convidados importantes: Miguel Araújo, Salvador Sobral e Ana Bacalhau, por exemplo.

Dar Letra à Música é uma organização do Museu FC Porto, em parceria com a Associação Sótão Paralelo (“Conta-me Histórias”), sujeito à lotação da sala. As perguntas e o humor tão característico destas sessões continuam a cargo da habitual dupla de apresentadores e provocadores, Jorge Oliveira e Tito Couto.