É apaixonado por gatos?

Então o seu coração pode estar prestes a bater mais forte. Há uma casa, numa ilha paradisíaca grega que oferece salário a quem quiser cuidar de gatos!

Não, aqui não há gato! Pode acreditar, há é gatos e muitos à espera do seu amor e carinho. Ao todo são 55. As candidaturas ainda estão abertas até ao fim deste mês de agosto. É, para muitos, um verdadeiro emprego de sonho! O novo emprego oferece ainda alojamento totalmente gratuito, com água e eletricidade incluídas e, claro, um salário ao final do mês.

E lá diz o ditado que quando a esmola é grande, o pobre desconfia. Mas, neste caso, não tem motivos para isso! Apesar de ser boa demais, a oferta é real. Estão abertas as candidaturas para um emprego de sonho onde o trabalhador é pago para cuidar de 55 gatos em Sira, uma ilha paradisíaca na Grécia.

God’s Little People Cat Rescue é a organização responsável pela oferta de sonho. Uma publicação no Facebook deu a conhecer a mais recente oferta de emprego no santuário de gatos. Além de ternura e amor dos felinos, o novo empregado localiza-se numa casa que tem vista direta para o mar Egeu e um vasto jardim para aproveitar o dia com as dezenas de felinos a seu cargo.

PAID JOB OFFER WITH CATS! (this is genuine and NOT a joke – friends, please feel free to verify!). A very special…

Publicado por God's Little People Cat Rescue em Domingo, 5 de Agosto de 2018

À sua espera tem uma ilha grega tranquila e silenciosa. E os requisitos? Os candidatos devem ter carta de condução e muito amor pelos animais. “Para além de alimento, os gatos precisam de muito amor e atenção”, acrescenta a organização responsável pela iniciativa. Mas atenção, o trabalho requer um compromisso de seis meses, contudo, são necessárias duas a três semanas de voluntariado para perceber se os felinos se adaptam ao candidato.

O emprego na ilha paradisíaca grega, isolada do mundo e rodeada apenas dos sons da natureza e das dezenas de gatos é o seu sonho de vida?

Se se identifica com este perfil, o melhor mesmo é apressar-se: a concorrência prevê-se feroz e só tem até ao fim de agosto para se candidatar.