Empresa portuguesa quer produzir produtos 100% reciclados

A Fapil, empresa familiar 100% portuguesa líder de mercado no desenvolvimento e comercialização de acessórios para limpeza da casa, acaba de lançar uma inovadora gama de produtos desenvolvidos com plástico marítimo reciclado das artes de pesca.

O objetivo da Fapil, que há mais de 20 anos foi igualmente pioneira na introdução de plástico reciclado nos seus produtos, é vir a fabricar apenas produtos 100% reciclados.

Fundada em 1975, a Fapil nasceu pela mão do português Joaquim Teixeira que, acabado de chegar de Moçambique, viu necessidade de dar emprego aos demais que chegavam de África. À data, a Fapil produzia vassouras e pincéis de caiar, e comercializava trinchas e escovas de dentes. Hoje, a Fapil é uma referência e é líder de mercado em produtos de utilidade doméstica pensados para a higiene e limpeza da casa, tratamento da roupa, arrumação e organização do lar. Fatura cerca de 19,6 milhões de euros, emprega 130 pessoas e é gerida pelos filhos de Joaquim Teixeira que têm levado a empresa rumo à inovação e à internacionalização, seguindo os passos determinados pelo pai e fundador.

“Estamos a trabalhar diariamente para que os produtos Ocean tenham a máxima percentagem de plástico reciclado e queremos chegar a um ponto em que todos os produtos Fapil são feitos, na sua totalidade, com plástico reciclado”, observa Fernando Teixeira, CEO da Fapil.

“Na Fapil estamos fundamentalmente interessados em ‘fechar a torneira’, ou seja, impedir que mais plástico vá parar aos oceanos. Se dermos um destino e utilidade a este plástico, se as entidades colaborarem para agilizar processos e informar quem trabalha nas atividades de pesca, motivando-os, certamente que conseguiremos travar uma parte do problema. Estamos, cada um, a fazer algo para que, gota a gota, se resolva este desafio”.

Estima-se que a cada 20 segundos são deixados, nos oceanos, cerca de 20.000kg de materiais fruto das artes de pesca (estudo Greenpeace Alemanha, novembro 2019).