Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus, em Vila Real…

Os XXVIII Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus têm previsto cinco concertos, uma conferência e aulas de instrumento, voz, música de câmara, ensemble instrumental e vocal.

Com direção artística do musicólogo Ricardo Bernardes, e pedagógica do flautista António Carrilho, sendo um “tempo de azáfama em torno da música, da sua aprendizagem avançada e da sua fruição”, os encontros, que se prolongam até dia 18, “juntam mais de três dezenas de músicos em torno das ideias de transmissão e estudo intensivo de instrumento, voz e diferentes agrupamentos de câmara nos domínios da música antiga e barroca”, segundo comunicado da Fundação da Casa de Mateus (FCM).

Os destaques vão para o cravista Jacques Ogg, professor do Real Conservatório da Haia e diretor da Lyra Baroque Orchestra, com o  concerto “L’Art de Toucher le Clavecin”, que se realiza no dia 16 de agosto, na capela da Casa de Mateus; a apresentação do quarteto australiano de flauta de bisel The Judgement of Paris, composto por Aimee Brown, Ingrid Fittler, Isabelle Palmer e Peter Petocz, no dia 14 de agosto, na capela; um concerto de música de câmara, pelos participantes nos encontros, no dia 17, na igreja paroquial de Mateus; e o concerto de encerramento, no dia 18, na capela da casa, com duas partes: a primeira dedicada à música de câmara e a segunda pelos participantes na aula de ensemble vocal, sob a direção de Ricardo Bernardes e Marcio Soares Holanda.