Enseada no D. Maria II

Enseada, espetáculo com texto e direção de Miguel Castro Caldas, chega à Sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II no próximo dia 28 de novembro, onde ficará em cena até 15 de dezembro.

Enseada aborda a possibilidade de duas pessoas falarem uma com a outra e entenderem-se. Uma criação de Élvio Camacho, Filipe Pinto, João Caldas, Márcia Lança, Marta Félix e Miguel Castro Caldas, com interpretação de Élvio Camacho, Márcia Lança e Marta Félix.

Uma pessoa chega a casa e vê um bilhete no chão, que apanha. Lê o que está escrito, entrega-o à outra pessoa que já lá estava e diz: “estava isto debaixo da porta”. A outra pessoa pergunta: “o que é que diz?” E a primeira responde: “gosto de ti”. Estava a ler ou a dizer? Partindo deste diálogo, a equipa de Enseada chegou à conclusão provisória de que a condição necessária para duas pessoas se entenderem é terem vontade de o fazer, quererem entender-se, acreditarem que isso é possível.

Depois da estreia em junho deste ano, no Festival Gil Vicente, em Guimarães, Enseada chega agora ao D. Maria II, onde ficará em cena de 28 de novembro a 15 de dezembro. No dia 28 de novembro, às 19h, antes da estreia do espetáculo, o átrio do D. Maria II acolhe ainda o lançamento de dois livros de Miguel Castro Caldas: Enseada, da editora Douda Correria, e Se eu vivesse tu morrias e outros textos, da Imprensa Universitária de Coimbra.