Entre nos hotéis do futuro

Do futuro ou afinal do presente? Já tudo se funde, na verdade. Os hotéis do futuro são a nova tendência e já deixam alguns clientes rendidos!

Por aqui é tudo automático e com inteligência artificial. Afinal, falamos dos hotéis do futuro. Na China, por exemplo, há já várias cadeias hoteleiras a apostar forte em inovações como check-in por reconhecimento facial. Mas, nós por cá, não ficamos atrás.

Imagine um mundo em que nada é deixado ao acaso! Nos hotéis do futuro, o check in é feito por reconhecimento facial, o quarto tem inteligência artificial e sabe qual a temperatura ou programas de que gosta — além de obedecer à sua voz —, o contacto com funcionários é limitado (o que é enunciado como uma vantagem, porém discutível), apps planeiam a sua estadia, robots encaminham-no ao quarto.

Na China, dois grandes grupos internacionais de hotéis acabam de anunciar que estão a instalar atualizações avançadas de alta tecnologia em variadíssimas propriedades. O país abriu o seu primeiro hotel totalmente automatizado em janeiro deste ano, em Chengdu, Sichuan. A unidade pertence à Smart LYZ e desde a sua abertura, a empresa já inaugurou mais dois hotéis automatizados em Shenzhen e planeia construir mais 50 neste ano.

www.facebook.com/KViHotelBP

A “CNN“ avançou que nesta unidade “os hóspedes não precisam interagir com um único membro humano da equipa se não quiserem”. Os viajantes podem reservar um quarto através do site da Smart LYZ, fazer o check-in por meio de uma máquina de reconhecimento facial, abrir a porta com uma determinada senha ou por meio da app móvel e usar a app para os ajudar e guiar na sua estadia. Só em caso de necessidade, é que um ser humano entra em cena!

Além da China, o KViHotel, em Budapeste, na Hungria, diz que foi mesmo o primeiro “smart hotel 360º no mundo”.

As cadeias piscam assim o olho aos ditos viajantes da geração dos millennials.