Estreias Cinematográficas Da Semana

Na próxima quinta-feira, dia 30, há estreias de cinema, com especial destaque para o remake de Papillon, um filme icónico da década de 1970 e, ainda, para o filme de animação (não americano) Capitão Sharky.

Milla (Milla)

Esta é a segunda longa-metragem da fotógrafa francesa de ascendência arménia Valerie Massadian – depois do sucesso de “Nana” (2011) –, com interpretações de Séverine Jonckeere, a actriz que dá vida a Milla, uma não-profissional recrutada num centro de acolhimento, a contracenar com Luc Chessel, que tem no currículo pequenos papéis, mas que é, na “vida real”, crítico de cinema do jornal “Libération” e Ethan Jonckeere.

Este é um drama sobre a entrada na idade adulta: apaixonados, os adolescentes Milla e Leo fogem para uma cidade portuária no norte de França. Apenas querem viver plenamente aquele amor, sem juízos nem intromissões dos adultos que os cercam. Mas, aos poucos, aquele afastamento do mundo vai levá-los a confundir o que é realidade ou invenção…

O filme arrecadou vários prémios, entre os quais o Prémio do Júri na competição secundária de Locarno, Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional no DocLisboa e o Grande Prémio do Festival de Cinema de Lanzarote.

Lá Vamos Nós Outra Vez! (Larguées)

Com Miou-Miou, Camille Cottin, Camille Chamoux e Johan Heldenbergh nos papéis principais, esta é uma comédia escrita e realizada pela belga Éloïse Lang (“Connasse, Princesse des Coeurs”).

Apesar de verem a vida de uma diametralmente oposta, Rose e Alice estão de acordo numa coisa: têm de encontrar uma forma de tirar a mãe do torpor em que se encontra desde que o pai de ambas a trocou por uma mulher 30 anos mais jovem. Surge-lhes a ideia de umas férias numa ilha paradisíaca, onde a senhora possa retomar o gosto pela vida. Mas, assim que chegam ao destino, as duas irmãs perdem imediatamente o controlo sobre a situação…

Capitão Sharky (Capt’n Sharky)

Com realização dos alemães Jan Stoltz, Hubert Weiland, este filme de animação, ação e aventura para crianhças a partrir dos 6 anos (com duração de 73 min.) conta a história de Sharky, um jovem marujo com ambições de pirata, a quem falta uma tripulação capaz de o seguir nas suas grandes façanhas pelos Sete Mares. É então que o seu destino se cruza com Miguel, um rapazinho tímido que verá a sua vida transformada, e Laura, uma menina encantadora, mas cuja necessidade de controlo deixa qualquer um com a cabeça em água. O que começa como uma aliança baseada na conveniência depressa se transforma numa amizade sincera que lhes ensinará o sentido de tolerância, do companheirismo e do respeito mútuo…

Na versão portuguesa, o filme conta com as vozes de Isaac Carvalho, Renata Belo, José Raposo, Paulo Oom e António Machado.

Papillon (Papillon)

Com realização do dinamarquês Michael Noer (“R”, “Nordvest”), este célebre drama, uma produção norte-americana, espanhola e da República Checa é um “remake” da célebre obra realizada, em 1973, por Franklin J. Schaffner, que contou com Steve McQueen e Dustin Hoffman como protagonistas. O argumento tem por base as autobiografias “Papillon” e “Banco”, em que Henri Charrière (1906-1973) conta a sua incrível história de coragem e resiliência.

Em França, na década de 1930, Henri “Papillon” Charrière (interpretado por Charlie Hunnam) é um pequeno criminoso condenado a prisão perpétua por um delito que não cometeu. Enviado para cumprir a sentença na costa da Guiana Francesa, conhece Louis Dega (interpretado Rami Malek), um famoso falsificador, de quem se torna amigo. Sem nada a perder num ambiente onde a lei do mais forte é a que predomina, os dois fazem um pacto: em troca de proteção contra a violência de alguns prisioneiros, Dega compromete-se a ajudá-lo no seu plano de evasão. Mas eles sabem que qualquer tentativa de fuga será punida com anos de solitária. Em alguns casos, o castigo é ser levado para a inexpugnável Ilha do Diabo, de onde nunca ninguém conseguiu escapar com vida…

Boas fitas!