Fausto Neves traz Beethoven ao ciclo de piano de Matosinhos

Prossegue já este sábado, 11 de maio, pelas 19 horas, o ciclo de piano integrado no programa de música erudita de Matosinhos.

Depois de Mário Laginha é agora a vez de Fausto Neves, um dos mais notáveis pianistas nacionais subir ao palco do Estúdio da Orquestra Jazz de Matosinhos para um recital totalmente dedicado a composições de Ludwig van Beethoven que assinalaram a rutura com as esgotadas tradicionais e estereotipadas variações clássicas, iniciando uma época de monumentos musicais. A entrada para o concerto é gratuita.

O recital abrirá com a “Pastoral”, sonata que, em 1801, constituiu uma espécie de epílogo para o trabalho que Beethoven realizou durante o século XVIII, preparando terreno para as sonatas experimentais que se lhe seguirão e que conduziram à genialidade de peças como “Tempestade”, “Waldstein”, “Apassionata” ou “Les Adieux”.

Seguir-se-ão “Seis Variações sobre um Tema Original em Fá Maior, op. 34”, testemunho da entrada do compositor alemão numa nova era de maior liberdade e criatividade, estando o fecho do recital entregue a “Sonata em Mi maior, op. 109”, correspondente à fase monumental da obra de Ludwig van Beethoven, arrebatadora e de grande inventividade.

Solista há mais de cinco décadas nas grandes salas nacionais, mas também da Europa e da América, Fausto Neves é hoje um dos mais distintos pianistas nacionais, possuidor, segundo João de Freitas Branco, de “uma interioridade fina, com sentido de estilo”.

O ciclo de piano do programa Música em Matosinhos vai, recorde-se, decorrer até 29 de junho, reunindo nomes como os de Pedro Burmester, Artur Pizarro, Luís Pipa, Marta Meneses ou Vasco Dantas. A Música em Matosinhos, programa de música erudita da CMM, acontece há mais de uma década e inclui este ano, entre outros, um conjunto de recitais do Quarteto de Cordas de Matosinhos nas igrejas do concelho, com o objetivo de descentralizar e democratizar o acesso e a fruição da música clássica.