Halloween vai ao Museu

Imagine um Museu cheio de fantasia, revestindo-se também de novas roupagens visuais, sonoras e interativas, pela “mão e criatividade” da Companhia Persona! Bruxas, Magos, Morcegos, Fantasmas, Múmias, Zombies e outras figuras ligadas ao imaginário do Halloween “invadem” o Museu e esperam por si numa noite repleta de diversão.

No dia 31 de outubro, use a criatividade, traje a rigor e festeje a noite de Halloween no Museu de Santa Maria de Lamas com a família e amigos!

O “Caldeirão dos Feitiços” já borbulha e dele, muitas doçuras e travessuras vão saltar! Escolha a mais horripilante e assustadora pintura facial e encarne o seu personagem para nesta viagem entrar. Com a ajuda sobrenatural e mágica de Bruxas de serviço, participe nas diferentes oficinas de expressão plástica que propomos e leve para casa memórias desta noite de “susto”:

“Abóboras sorridentes”– Nesta noite de encantamento e mistério, abóboras sorridentes não podem faltar! Para as construir vai pintar e colar, para o Museu e a sua casa embelezar!

“Bruxa, bruxinha” – Numa oficina de expressão plástica enfeitiçada, bruxinhas enfarpeladas a rigor poderão criar. E para a bruxinha completar, vassouras mágicas certamente não vão faltar!

“Aranhas irrequietas” – No chão, nas paredes ou no ar, no Halloween, aranhas e a sua irrequietude não podem faltar! Vamos lá trabalhar e a aranha irrequieta criar!

“Morcegos esvoaçantes”- Presença assídua no Halloween, os morcegos são extraordinários mamíferos com um papel de relevo nos ecossistemas. Com imaginação e recurso a materiais reutilizáveis, divertidos morcegos vamos engendrar!

“Mochos e Corujas de sabedoria “aterradora”– …uuu! uhu! uuu! uhu! Habitualmente associadas à morte e a aspetos maléficos, mas também ao saber, corujas e mochos engalanados, o Museu vão sobrevoar…Mas, para tal acontecer, corpo, asas, bico e olhos terá que juntar, e o Mocho e a Coruja, habilmente conseguirá montar e adornar.

“Caleidoscópio do Mago” – Nesta noite mágica sem par, por entre
bruxinhas e seres fantásticos, junte-se ao Mago que lhe dará todas as “ferramentas”  e fórmulas da sua “alquimia mágica” para libertar o seu espírito artístico. No “Caleidoscópio do Mago” a sua arte brilhará e o futuro aparecerá!

“Jogos, danças e contos de estremecer”, para a noite terminar!
Depois de no piso superior nas pinturas e oficinas participar, para o piso inferior do Museu tem de voar. Aqui, o convite das Múmias e dos Zombies museológicos tem de aceitar e, numa primeira parte, nos jogos divertidos participar. Depois disso e sem parar, o esqueleto vamos abanar! Numa assombrosa pista de dança, ao som da música, o convívio de miúdos e graúdos numa alegria sem par, até a mais aterradora e “mal disposta” criatura vão conquistar, pondo-a logo a dançar!

Depois de toda a energia descarregar, nada melhor do que relaxar, abrir o caminho à fantasia e para a noite encerrar, a história de Virgínia Millefiori escutar!