Higiene dentária: conselhos para um sorriso saudável e bonito

A cárie dentária é a doença crónica mais frequente na população infantil e juvenil. Uma cárie não tratada influencia o crescimento, a forma como as crianças socializam e tem impacto significativo na qualidade de vida. No entanto, os custos do seu tratamento são elevados.

A boa notícia é que a sua prevenção é possível, através de cuidados antecipatórios e do estabelecimento de uma rotina de higiene oral adequada desde cedo. A mensagem principal é que a higiene oral se deve iniciar logo após a erupção do primeiro dente!!

É igualmente importante promover uma alimentação saudável, evitando alimentos com elevado teor de açúcar, sobretudo entre as refeições. Não usar chupetas com açúcar ou mel, nem promover a utilização passiva do biberão enquanto a criança dorme.

As recomendações das sociedades científicas para cada faixa etária são:

Dos 0-6 anos

  • Dentífrico fluoretado 1000-1500 ppm (mg/L)
  • Quantidade pequena (0-3 anos: grão de arroz, 3-6 anos: ervilha)
  • Dedeira, gaze (opções na fase inicial) ou escova macia
  • 2 vezes por dia, lavagem efetuada pelos pais e posteriormente pela criança mas com supervisão

Acima dos 6 anos

  • Dentífrico fluoretado 1000-1500 ppm (mg/L)
  • Quantidade deve ser aproximadamente 1 cm
  • Escova macia
  • 2 vezes por dia, das quais uma obrigatória antes de deitar

 

Atenção que muitos destes dentífricos aparecem incorretamente rotulados para maiores de 6 anos. Não deve ter receio, apenas deve ter atenção à quantidade que utiliza em cada faixa etária (ver figura).

Atualmente não se recomenda, por rotina, qualquer tipo de suplemento oral com flúor (p.e. gotas).

Para terminar, não posso deixar de reforçar a relevância do exemplo dos pais.

Na tentativa de imitação, a criança, vai adquirindo o hábito da higiene oral. Torne esta rotina numa interação divertida entre si e o seu filho.