Hypersex Remixes é o novo EP de Moullinex

Inclui remisturas do produtor francês Yuksek, dos londrinos Wayward, de artistas da Discotexas, como MEERA, Mr Mitsuhirato ou Wild & Free, entre outros. Chegou o novo EP de Moullinex.

Moullinex está confirmado para tocar ao vivo no MaMA Festival, em Paris, dia 17 de Outubro, e no Festival Iminente, em Londres, dia 19.

A atual digressão tem como ponto alto o concerto ‘House of Hypersex’ que acontece, dia 31 de Outubro, no Capitólio, em Lisboa.

A fechar um dos verões mais concorridos de sempre, que levou Moullinex, em formato banda ou em DJ set, a festivais e a clubes de Portugal, Europa, Estados Unidos, América do Sul… é agora editado um novo EP de remisturas de temas retirados do álbum “Hypersex”, editado em 2017.

Pela segunda vez este ano, Moullinex faz nova convocatória eclética de artistas para remisturarem os seus temas, refletindo o espírito colaborativo do álbum.

“O Hypersex foi o meu disco mais colaborativo de sempre, por isso é natural que peça a amigos e a produtores que admiro para o transformarem segundo a sua própria visão. Estou muito feliz com este conjunto de remisturas, ilustra na perfeição o que a música de dança deve ser: partilha”, menciona Moullinex.

Percorrendo quase na totalidade os temas de “Hypersex”, estas novas versões incluem a visão de Yuksek, produtor francês que leva “Daydream” para uma pista de dança onde cabem disco, house e pop. Como Moullinex explica, Yuksek é uma mais-valia para este EP: “Há anos que sou fã do Yuksek. Ele está ativo há tantos anos quanto eu, e soube reinventar-se, mantendo a sua identidade. Não é fácil”.

Além de Yuksek, o EP tem ainda remisturas de MEERA, os novos membros da família Discotexas, que conseguem transformar um dos temas mais sexy de Hypersex em algo mais suave, mas não menos sedutor, bem como outros artistas da editora como os Wild & Free, de Los Angeles, e Mr Mitsuhirato, com a sua versão de um dos temas mais fortes de “Hypersex”, “Love Love Love”, completamente apontada à pista de dança, e fazendo a ponte para os Wayward, que entregam uma versão House de “Say It Slow”, demonstrando todas as qualidades que reconhecemos nestes londrinos: a sua inclusão aqui é simplesmente essencial!

O entusiasmo continua com dois estreantes. Yanagui faz parte da banda que acompanha Moullinex ao vivo e, na segunda remistura para “Daydream”, acrescenta ao tema um groove diabólico. A fechar este EP, os Romance Orchestra levam “Carnival” até ao french-disco. Um final perfeito!

  1. Daydream (Yuksek Remix)
  2. Hidden Affection (MEERA Remix)
  3. Love Love Love (Mr Mitsuhirato Remix)
  4. Say It Slow (Wayward Remix)
  5. Say It Slow (Wild & Free Remix)
  6. Daydream (YANAGUI Remix)
  7. Carnival (Romance Orchestra Remix)

Estas remisturas fazem parte uma viagem alucinante que culmina com o concerto “House of Hypersex”, no dia 31 de Outubro, no Capitólio, em Lisboa.

Um local para celebrar “Hypersex” e tudo o que o álbum representa: inclusão, diversidade, amor e a vibrante club culture.