IPO-Porto celebra São Martinho e apela à dádiva de sangue

O IPO-Porto volta a assinalar o São Martinho com uma mensagem de sensibilização. Na próxima segunda-feira, 12 de novembro, na porta principal do instituto, serão distribuídas castanhas com uma mensagem especial de apelo à dádiva de sangue.

Não estranhe se se cruzar com um cartucho de castanhas que contêm um apelo à dádiva de sangue. A iniciativa estende-se pelas diversas ruas da cidade do Porto com cartuchos personalizados, de forma a sensibilizar a população para a importância da dádiva, nomeadamente dos multicomponentes, e conquistar, assim, novos dadores.

O IPO-Porto tem-se tornando, ao longo do tempo, um local de referência para a dádiva de sangue. Este ano, registou, aproximadamente, 1 300 dadores que, pela primeira vez, doaram sangue no instituto, o que corresponde a um crescimento de mais de 16% comparativamente a 2017. As últimas campanhas organizadas com enfoque na população mais jovem estão também a colher resultados positivos. Num espaço de um ano, o instituto conquistou cerca de 70 dadores com idades inferiores a 25 anos.

Para além de angariar novos dadores, é importante sensibilizar os atuais para a dádiva de multicomponentes (plaquetas, glóbulos vermelhos ou plasma). “Estamos a trabalhar para atingirmos e garantirmos níveis de auto-suficiência para prestar os melhores cuidados aos nossos doentes. O consumo crescente de componentes sanguíneos na sequência dos tratamentos oncológicos tem levado o IPO-Porto a fazer, durante todo o ano, um grande esforço de apela à dádiva de sangue, nomeadamente junto dos mais jovens. Estas acções de sensibilização são importantes e cruciais para chegarmos a um maior número de pessoas”, afirma Luísa Lopes dos Santos, diretora do Serviço de Imuno-Hemoterapia.

O IPO-Porto tem capacidade e está também disponível para receber grupos organizados para dádivas. As recolhas de sangue são realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 19h00 e, aos sábados, na parte da manhã, das 8h30 às 12h30.