Jantar Vínico no Coreto

O Coreto, restaurante único no país onde se corta, matura, confeciona e vende carne de qualidade superior, está a organizar o seu primeiro Jantar Vínico já no próximo dia 2 de fevereiro.

O menu deste jantar vínico é exclusivo, limitado a 20 participantes. Passará pela degustação de pratos cozinhados com fogo e brasa onde poderá experimentar diversas carnes de qualidade superior.

“Como uva e carne” é o nome deste novo conceito que terá futuramente um carácter itinerante, onde será possível conhecer e interpretar novos sabores e descobrir novos palatos.

O restaurante Coreto, localizado na Maia, distrito do Porto, dá assim início a uma nova experiência gastronómica, onde se poderá desfrutar das melhores carnes acompanhadas dos melhores vinhos, lado a lado com os melhores produtores e enólogos nacionais.

Para esta primeira edição do “Como uva e carne”, o convidado será Márcio Lopes, um novo produtor em ascensão. Nascido no Porto em 1983, herdou dos avós o gosto pela ruralidade. Começou a trabalhar com Anselmo Mendes em 2005, em Melgaço, tendo dado o salto para a Austrália em 2008, onde realizou duas vindimas, em Rutherglen e na Ilha da Tasmânia. Já em 2010, deu início a dois projectos pessoais, Pequenos Rebentos e Proibido, e em 2017, arrancou com um projeto na Ribeira Sacra, Espanha

“Experimentamos lugares, conceitos e técnicas num blend de experiência e juventude que resulta em vinhos originais e com um cunho pessoal. Recorremos a castas autóctones de cada região e também procuramos castas em desuso para lhes darmos uma nova vida”, afirma Márcio Lopes, winemaker que produz cerca de 80.000 garrafas que exporta para 14 países.