Joana Vasconcelos: Do Aeroporto do Porto à Biblioteca de Serralves

Integradas na programação relacionada com a exposição Joana Vasconcelos - I'm Your Mirror, a Fundação de Serralves dinamiza 3 atividades que melhor darão a conhecer o universo criativo de uma das mais influentes artistas portuguesas da atualidade.

Petit Gâteau é uma das obras que integra a série “Delícias”. Sedutoras como as estratégias  de conquista que governam a contemporaneidade, as obras da série “Delícias” apresentam-se como enormes e coloridos gelados de cone, fatias de tarte e cupcakes construídos através da acumulação e repetição de diferentes alinhamentos de formas de plástico — maçãs, peras, morangos, mirtilos, croissants e pretzels — usadas para brincar na praia. O gigantismo e o colorido captam a imediata atenção do público não deixando, ainda assim, de fazer adivinhar o vazio consequente dos volumes. Também a comida não escapou às despudoradas estratégias de sedução coevas que não fazem mais do que compensar a ausência da essência através da exuberância da aparência.

UM OLHAR PARA A ARTE CONTEMPORÂNEA: JOANA VASCONCELOS
20 MAIO 2019
BIBLIOTECA
18h30 – 20h00

A artista Joana Vasconcelos, o psicoterapeuta Alain Grouette e o professor catedrático Bernardo Pinto de Almeida realizarão uma conversa a partir do tema da importância da máscara e a sua simbologia na obra de Joana Vasconcelos. O programa “Um Olhar para a Arte Contemporânea” foca temas essenciais à arte realizada

POR DETRÁS DA MÁSCARA – WORKSHOP
21 MAIO
10h00 às 17h00
BIBLIOTECA

Orientado por Alain Gourette e Fausta Rendall e com a presença da artista Joana Vasconcelos, este workshop pretende ser uma exploração do nosso «Eu Verdadeiro» que reside por detrás das máscaras sociais que criamos. Através de processos criativos, pretende-se criar abertura para explorar e revelar a «máscara» e o «Eu Idealizado», desvendando o «Eu Verdadeiro» que reside em nós, e, assim, abrir a possibilidade de transformação, desenvolvimento e bem-estar

Ao longo da história da humanidade o tema da «máscara» tem sido recorrente, geralmente revelado como um mecanismo da nossa psique para desenvolver uma segunda pele que nos faz sentir mais seguros e protegidos.
Serão utilizadas técnicas como meditação, contemplação, mindfulness, psicologia positiva, processos psicodinâmicos individuais e em grupo, entre outras.