Julho no Museu de Santa Maria de Lamas

No mês de julho, de 2 a 31, o Museu oferece 3 Oficinas de Expressão Plástica e uma Visita a um núcleo temático.

Apelidado de “Museu da Cortiça” (a partir dos anos 60 ou 70 do séc. XX), por parte do seu público, o atual Museu de Santa Maria de Lamas (MSML), foi primitivamente designado pelo seu fundador (o industrial “corticeiro”, Henrique A. Amorim (1902 – 1977)), na década de 50 do séc. XX, como sendo a sua “Casa dourada”.

O Museu oferece ao público um conjunto de opções dinâmicas, que permitem o seu contacto direto com as coleções que integram o seu espólio tão rico e diversificado, tendo no seu Serviço Educativo um ponto alto em termos de qualidade teórica e lúdica, proporcionando ao participante uma sensibilização para a própria arte, sua diversidade tipológica e temática, património cultural e sua conservação.

No mês de julho há oficinas e visitas para crianças e famílias, com preços acessíveis (3€) e marcação prévia.

Para comemorar o Dia dos Avós, celebrado no dia 26 de julho, as crianças (alunos do ensino pré-escolar ao 2.º ciclo) e famílias são convidadas a participar na oficina de Um presente para os avós na qual cada criança criará uma lembrança para os seus avós com recurso à cortiça e derivados. Não há amor mais especial do que aquele que une avós e netos.

Antecipando o dia dos avós, comemorado a 26 de julho, a Oficina A minha família vai ao Museu! E a tua?! tem o propósito de criar bonitos presentes para oferecer aos avós no dia a eles dedicado.

Museu de Santa Maria de Lamas

Com o objetivo de proporcionar ao participante uma sensibilização para a arte do período medieval, suas utilizações e diversidade temática, a oficina A caminho da Viagem Medieval no Museu visa transformar as crianças (ensino pré-escolar ao 3.º ciclo) e famílias em verdadeiros artistas e criar acessórios medievais – espadas, escudos, coroas, grinaldas ou joias em cortiça. De 02 a 31 de julho – 10h-12h/14:30h-16:30h.

Entrada: 3€

A Arte Medieval reflete uma manifestação de relevância significativa para a perceção total de toda a abrangência política, social e religiosa deste período pois relaciona-se e difunde-se em todos os sectores desta sociedade. Após a devida contextualização histórica, partindo de três exemplares de expressões artísticas medievais existentes no espólio do MSML e respetivas réplicas em cortiça – que exprimem três tipologias de arte sacra, distintas e muito difundidas a nível nacional e internacional – os visitantes são convidados a viajar no tempo rumo à Viagem Medieval (com marcação prévia para visitas orientadas).

Vá ao Museu! Divirta-se!