Kusama e Warhol: O maior roubo da pop

Depois do sucesso do espectáculo Não Kahlo (em cena até março de 2019), D. Mona prepara-se para estrear uma nova produção. O espectáculo Kusama e Warhol: o maior roubo da pop abre uma fenda sobre a enfermidade psicológica da artista Yayoi Kusama e da sua obsessão com a repetição de padrões e imagens, ideia lançada na década de 60 pela artista japonesa e que, Andy Warhol reproduziu nos anos seguintes, revolucionando a história da pop arte com obras que reproduziram ícones como Marilyn Monroe, as latas de sopa Campbell ou as garrafas da Coca-Cola.

A rivalidade entre Kusama, atualmente com 89 anos, e o pintor e cineasta americano Warhol, marcou o movimento estético de massificação da cultura popular capitalista – pop arte. A dupla de artistas rivais mais conhecida do movimento Pop, Yayoi Kusama e Andy Warhol, esteve no centro da polémica em torno daquele que foi um dos maiores roubos na história da viragem artística pós-moderna.

Kusama é obsessiva. Roubou o círculo negro de Malevitch e repetiu-o compulsivamente. Warhol é hipocondríaco. Espirrou em cores Marilyn Monroe nos outdoors de Nova Iorque.

TEASER | KUSAMA E WARHOL: O maior roubo da pop

ESTREIA 2019 | PORTUGAL | MADRID | CANTÁBRIA***KUSAMA E WARHOL: O MAIOR ROUBO DA POP***Depois do espectáculo "Não Kahlo", as produções D. Mona preparam-se para estrear uma nova produção: "Kusama e Warhol: o maior roubo da pop". A história da artista Yayoi Kusama e de Andy Warhol chega aos palcos lisboetas dias 7 e 8 de Junho de 2019 no Centro Cultural Carnide e segue para digressão nacional e internacional.O espectáculo Kusama e Warhol: o maior roubo da pop abre uma fenda sobre a enfermidade psicológica da artista Yayoi Kusama e da sua obsessão com a repetição de padrões e imagens, ideia lançada na década de 60 pela artista japonesa e que, Andy Warhol reproduziu nos anos seguintes, revolucionando a história da pop arte com obras que reproduziram ícones como Marilyn Monroe, as latas de sopa Campbell ou as garrafas da Coca-Cola. A rivalidade entre Kusama, atualmente com 89 anos, e o pintor e cineasta americano Warhol, marcou o movimento estético de massificação da cultura popular capitalista – pop arte. A dupla de artistas rivais mais conhecida do movimento Pop, Yayoi Kusama e Andy Warhol, esteve no centro da polémica em torno daquele que foi um dos maiores roubos na história da viragem artística pós-moderna.(Dramédia – M/14)SINOPSE:Kusama é obsessiva. Roubou o círculo negro de Malevitch e repetiu-o compulsivamente. Warhol é hipocondríaco. Espirrou em cores Marilyn Monroe nos outdoors de Nova Iorque. Kusama sofre do complexo de Narciso. Falsificou as libras de Inglaterra e timbrou-as com o seu semblante.Warhol está sempre indisposto. Comeu os tomates da sopa Campbell e vomitou-os contra a crítica. Kusama é excêntrica. Calçou o sapato de Joana Vasconcelos para dar um pontapé no príncipe encantado. Warhol é um tanto histriónico. Exagerou a vaca de Marc e imprimiu-a em cor-de-rosa.Kusama é definitivamente impulsiva. Assaltou o closet de Cruella e fez de Grimhilde a sua estilista pessoal.Warhol é psicótico. Copiou o sorriso de Shining e atirou Duchamp e Tzara para a cadeira eléctrica.Kusama e Warhol são… a dupla perfeita. Um quadro. Dois rivais. Várias patologias. Mirror, mirror. Who's the most famous of them all?* O espectáculo é multilingue (falado em português, espanhol, inglês e japonês).FICHA ARTÍSTICAProdução: D. Mona ProduçõesTexto e encenação: Mónica Kahlo e Sílvia RaposoDesenho de luz: Mónica Kahlo e Sílvia RaposoCom: Mónica Kahlo, Sílvia Raposo e Anabela Pires.Apoio técnico: João Gabodes SousaESTREIA 18 de Maio 2019 | 21:30QUARTEL DAS ARTES Info e reservas:quarteldasartes.bol.ptTel.: 231 732 123ESTREIA LISBOA7 e 8 de Junho 2019 | 21:30CENTRO CULTURAL DE CARNIDEInfo e reservas:anossajunta@jf-carnide.ptTel.: 217 121 330ESTREIA PORTO29 de Junho 2019 | 21:30FÓRUM DA MAIAInfo e reservas:forummaia.bol.ptTel.: 229 408 643#dmona #teatro #yayoikusama #andywarhol #estreia

Publicado por D. Mona em Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Kusama sofre do complexo de Narciso. Falsificou as libras de Inglaterra e timbrou-as com o seu semblante. Warhol está sempre indisposto. Comeu os tomates da sopa Campbell e vomitou-os contra a crítica. Kusama é excêntrica. Calçou o sapato de Joana Vasconcelos para dar um pontapé no príncipe encantado. Warhol é um tanto histriónico. Exagerou a vaca de Marc e imprimiu-a em cor-de-rosa. Kusama é definitivamente impulsiva. Assaltou o closet de Cruella e fez de Grimhilde a sua estilista pessoal. Warhol é psicótico. Copiou o sorriso de Shining e atirou Duchamp e Tzara para a cadeira eléctrica.

Kusama e Warhol são… a dupla perfeita. Um quadro. Dois rivais. Várias patologias. Mirror, mirror. Who’s the most famous of them all?