Mais uma temporada de Música em Matosinhos

Programa contará este ano com um ciclo de concertos dedicado ao piano, no qual será estreada uma peça composta por Mário Laginha para o Quarteto de Cordas de Matosinhos.

A música está de volta a Matosinhos. Arranca este sábado, 2 de março, pelas 17h30, mais uma edição do programa Música em Matosinhos, que há vários anos permite escutar algumas das melhores composições de todos os tempos em espaços formais e informais do concelho. O som inicial da temporada far-se-á ouvir na Capela das Sete Bicas, na Senhora da Hora, onde o Quarteto de Cordas de Matosinhos interpretará obras de Heitor Villa-Lobos, Luís Tinoco e Antonin Dvořák. A entrada é livre.

O recital arrancará com o “Quarteto de Cordas nº1”, composto pelo brasileiro Villa-Lobos em Nova Friburgo, no ano de 1915, com o subtítulo “Suíte Graciosa” e cuja partitura o compositor julgou perdida, reescrevendo em 1946 uma versão revista e aumentada. Ouvir-se-á depois o “Quarteto de Cordas” que o português Luís Tinoco escreveu oitenta anos depois e que venceu a primeira edição do Prémio de Composição Lopes‑Graça.

O concerto encerrará com “Americano”, uma peça de Antonin Dvořák que, tal como a composição de Tinoco, foi já interpretado pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos no concerto que abriu a programação que a Casa da Música do Porto este ano dedica ao Novo Mundo. Também conhecido como “Quarteto de Cordas nº12, Op.96”, o “Americano” foi escrito em 1893, traduzindo as impressões que a vivência nos EUA suscitou no compositor checo, tornando esta conhecida partitura de música de câmara indissociável da célebre “Sinfonia do Novo Mundo”.

A programação da Música em Matosinhos continuará no dia 16 de março, com um concerto no Teatro Municipal de Matosinhos-Constantino Nery que vai juntar o Quarteto de Codas de Matosinhos, Szucs Máté (primeira viola da Filarmónica de Berlim) e Péter Somodari (primeiro celo da Filarmónica de Viena).

O programa incluirá este ano, entre dos dias 4 de maio e 29 de junho, um ciclo de piano que vai reunir nomes como os de Mário Laginha, Pedro Burmester, Fausto Neves, Artur Pizarro, Luís Pipa, Marta Meneses ou Vasco Dantas (que amanhã à noite atua na Casa da Música do Porto). Os recitais deste ciclo vão acontecer na sala-estúdio do novo espaço da Orquestra Jazz de Matosinhos, na Real Vinícola, e o concerto de abertura juntará o Quarteto de Cordas de Matosinhos e o pianista Mário Laginha, que compôs para esta ocasião a peça “Quinteto para estes tempos”, o qual será escutado em Matosinhos em estreia absoluta.

A Música em Matosinhos, programa de música erudita da Câmara Municipal de Matosinhos, acontece há mais de uma década e volta este ano a incluir um conjunto de recitais do Quarteto de Cordas de Matosinhos nas igrejas do concelho, com o objetivo de descentralizar e democratizar o acesso e a fruição da música clássica. “Constituindo já uma referência no panorama nacional, o programa Música em Matosinhos volta este ano a convocar alguns dos mais importantes músicos nacionais, levando a música ao teatro, às igrejas e ao belíssimo espaço do antigo quarteirão da Real Vinícola, que a Câmara Municipal de Matosinhos reabilitou e devolveu à fruição dos matosinhenses.”, sublinha a presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro.