“Marinheiros da Esperança”

No ano em que comemora 100 anos, a Barbot juntou-se à Marinha Portuguesa para a produção de um calendário muito especial, no qual os protagonistas são crianças.

12 meses, 12 cenários de fazer sonhar os mais novos. Assim é o calendário “Marinheiros da Esperança” que chega agora às 21 lojas Barbot, numa parceria com a Marinha Portuguesa e com o apoio do Centro Hospitalar e Universitário de São João. O valor do calendário é de 5 euros e as receitas reverterão para o projeto “Marinheiros da Esperança, que desenvolve diversas ações nos serviços educativos dos hospitais portugueses. “Marinheiros da Esperança”, coordenado pelo Centro Hospitalar São João, nasceu inspirado nas comemorações dos 700 anos da Marinha Portuguesa e resultou num livro que ilustra, com desenhos realizados por crianças e jovens internados em Serviços de Pediatria do Sistema Nacional de Saúde, momentos da extraordinária relação de Portugal com o Mar. O projeto realiza várias ações junto das pediatrias, dos seus utentes e familiares das crianças. “Ao longo da nossa história coletiva, o Mar foi sempre sinónimo de Esperança e de Superação. Esperança num futuro melhor e de horizontes mais largos. Superação, ultrapassando as dificuldades e vencendo os desafios”, refere o Almirante António Mendes Calado. Daí ter surgido a ideia do calendário “Marinheiros da Esperança”, que transportou crianças que padeceram, ou padecem, de uma doença para cenários que estão bem presentes no imaginário dos mais novos.

As imagens do calendário de 2020, que contou com o apoio do Centro Hospitalar e Universitário de São João, foram captadas pela fotógrafa Madalena Casal em vários cenários, entre eles o Museu de Marinha, o Navio-Escola Sagres, o Planetário Calouste Gulbenkian, a Escola de Fuzileiros, a Esquadrilha de Helicópteros, a Escola de Mergulhadores e a Escola Naval.

A produção do calendário ficou a cargo da Barbot, a empresa portuguesa já tinha colaborado anteriormente com os Marinheiros da Esperança e abraçou mais este desafio no sentido de apoiar as pediatrias nacionais. “Enquanto empresa não nos podemos desligar do que acontece ao nosso redor. Os problemas sociais sempre foram uma preocupação ao longo da nossa História. No ano em que comemoramos o 100º aniversário, não poderíamos pensar numa forma mais bonita de assinalar esta data tão especial e apoiar os serviços educativos das pediatrias que todos os dias desenvolvem um trabalho notável junto das crianças que padecem de problemas crónicas”, refere Sofia