Mc Donald’s mais bonito do Mundo fica no Porto

A publicação norte americana Business Insider considerou o Mc Donald’s na Praça da Liberdade, no Porto, o mais bonito do mundo.

Assim mesmo! Este é um espaço carregado de história. Segundo Nuno Fernando Ferreira Mendes, na dissertação de mestrado, intitulada “Cafés históricos do Porto – na demanda de um património ignoto”, o café Imperial, fundado a 27 de maio de 1936, “é um daqueles casos deveras controversos, uma vez que a estrutura formal do estabelecimento original ainda se mantém incólume, apesar de muito descaracterizada e adulterada”.

“Na entrada do café encontra-se, ainda hoje, uma majestosa e deslumbrante águia em bronze, da autoria de Henrique Moreira, que tutelava uma porta giratória, ao gosto da Exposição Colonial Portuguesa que tinha ocorrido na cidade do Porto, dois anos antes. No salão interior, que ainda se mantém, destacam-se de imediato, por cima do balcão central, os grandes e magníficos vitrais Arte Deco, onde são percetíveis, do lado esquerdo, o retrato de um casal elegante a proceder ao seu ritual de consumo de café, e do lado direito, uma alusão ao cultivo, transporte, transformação e consumo do café438. Segundo Hélder Pacheco, estes vitrais, da autoria de Ricardo Leone, são mesmo “dignos de Savoy ou do Waldorf Astoria (se calhar, até da catedral de Westminster, ou do Mosteiro da Batalha)”.

Nos inícios da década de noventa, este café foi, inclusivamente, palco de vários espetáculos de música ao vivo, sendo frequentado por personalidades do mundo da cultura como Óscar Lopes, Armando Leça, Irene Freitas e João Gaspar Simões. No período de contestação da ditadura, era no interior do Café Imperial que os manifestantes se protegiam da polícia, que era barrada pela porta giratória do café, porta que não sobreviveu.

A fachada ainda se conserva e o interior do estabelecimento, apesar de ainda se encontrar com a estrutura formal original, foi, todavia, muito alterado, com as intervenções de remodelação e adaptação às funções de restaurante. Da traça original sobreviveram, somente, os elementos decorativos (a Águia Imperial, os frisos com os painéis de baixos-relevos e os magníficos vitrais Arte Deco).

Passe por lá… para apreciar a fachada de entrada com a majestosa águia a dizer “Imperial” e o magnífico teto do bar de vidro fosco e cristal.