“Movimento Rosa – Há causas que nos vestem bem”

A marca de moda MO angaria mais de 20 mil euros a favor das delegações de Lisboa, Porto e Coimbra do Instituto Português de Oncologia (IPO).

O projeto “Movimento Rosa – Há causas que nos vestem bem”, ação solidária de prevenção do cancro da mama promovida pela MO, que juntou a marca de moda e a apresentadora Cristina Ferreira em favor do Instituto Português de Oncologia (IPO), contou com a generosidade de milhares de famílias em Portugal. Nesta campanha, a MO reuniu o testemunho real de 3 mulheres – Susana, Cristina e Ana – que venceram o cancro da mama e que representam tantas outras mulheres com a mesma doença, transmitindo mensagens de força e esperança num vídeo emocional e inspirador.

O valor total angariado de 20.445 euros traduz a venda de 6.815 t-shirts solidárias nas lojas MO durante outubro – o mês internacional da prevenção do cancro da mama.

Este projeto solidário disponibilizou para venda 3 t-shirts solidárias, cada uma com uma mensagem inspiradora e de força – “O teu sorriso é o meu superpoder”; “O meu coração é amor e força”; e “Sim, sou uma supermulher” –, elaboradas e desenhadas pela ilustradora Clara Não.

Francisco Sousa Pimentel, administrador da MO, afirma: “Esta ação integra-se na política de responsabilidade social e corporativa da MO, uma marca que tem no seu foco a vida das famílias, procurando estar ao seu lado em todos os momentos. No mês internacional da prevenção do cancro da mama não podíamos ficar indiferentes a uma doença que anualmente atinge cerca de seis mil mulheres em Portugal. Foi uma ação que os nossos clientes e toda a equipa MO acarinharam desde o primeiro minuto, em parceria com o IPO e com a Cristina Ferreira. O valor final alcançado enche-nos de orgulho e agradecemos às milhares de pessoas que contribuíram e não hesitaram em dizer ‘presente’ a esta causa nobre.”

O cancro da mama é o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo e o tumor maligno mais frequente na mulher. Em Portugal, numa população feminina de cerca de cinco milhões, surgem cerca de seis mil novos casos de cancro da mama por ano.

A ação solidária da MO procurou alertar para esta causa e apelar à prevenção de uma doença em que o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.