Museu FC Porto vai homenagear avós

O mês de julho é sinónimo de homenagem aos avós portistas, com a companhia e a ternura dos netos, numa oficina criativa para famílias (“Silhuetas de Ternura”, no dia 21) e uma campanha especial para visitar o mundo encantado do Dragão.

Mas as manifestações artísticas no Museu FC Porto durante todo o julho não ficam por aqui. “Nesta Casa Mora o Dragão” reforça a nova etapa de programação de exposições temporárias e outras ativações de marca para fora do habitat museológico tradicional, numa parceria tripartida que junta o Museu FC Porto, as Filiais e Delegações azuis e brancas e as instituições culturais locais. Desta vez, a iniciativa chega à Casa da Cultura Mestre José Rodrigues (com arquitetura de Alcino Soutinho, outro artista com afinidades ao Dragão), numa co-organização com a Casa do FC Porto de Alfândega da Fé e com o apoio da Câmara Municipal de Alfândega da Fé.

Trata-se de uma mostra de fotografia e um acervo de objetos da coleção do FC Porto, entre outras surpresas, que ficam patentes na capital da Cereja do Nordeste Transmontano a partir do dia 25 e até final de Setembro. Trata-se da descentralização e itinerância de exposições com a marca do FC Porto, numa lógica de aproximação entre as Filiais e Delegações azuis e brancas e instituições culturais locais.

Igualmente fora do Museu, a “Rota do Dragão” (recentemente distinguida com o Prémio Informação Turística pela Associação Portuguesa de Museologia) está de volta e em dose dupla: primeiro no Museu (dia 14), depois pela Cidade (dia 19), o historiador Joel Cleto promete uma viagem recheada de história e curiosidades sobre o mundo azul e branco, sempre no coração do Porto – indissociável do pilar Clube/Cidade – e um cariz surpreendente associado a cada visita.

No Espaço João Espregueira Mendes (EJEM) pode apreciar uma seleção de 500 anos de arte decorativa portuguesa, marcando também encontro com autores contemporâneos como Paula Rego, Dominguez Alvarez, Ângelo de Sousa, Fernando Lanhas ou Antoni Tàpies – “Curiosidade Vertical” tem curadoria de Miguel von Hafe Pérez e fica patente até 31 de agosto

Se ainda não visitou a exposição temporária “Bilhar” não perca a última quinzena do mês para (re)descobrir os 70 anos da modalidade no FC Porto e todos os seus factos, triunfos e curiosidades numa mostra que evidencia títulos de campeão nacionais e da Europa, entre outros troféus erguidos por genuínas lendas do bilhar português e internacional.

Por sua vez, o Serviço Educativo do Museu continua a dar brilho e cor ao mundo dos mais pequenos, com propostas de continuidade para toda a família – no dia 7, mais duas sessões de “Música com Dragõezinhos”, onde as histórias contadas e os sons são elementos de magia, e no dia 27 chegam as “Histórias para Dragõezinhos” com “As Férias de Cores e Salteado”. Não esquecer que se desejar rever a matéria histórica do FC Porto, há Visita Orientada no dia 13.