Norcaça apresenta programa rico e diversificado

A Feira Internacional do Norte – Norcaça, Norpesca & Norcastanha, um dos mais afamados certames da região de Trás-os-Montes, celebra, de 31 de outubro a 3 de novembro, a sua 18.ª edição, com um programa rico e interventivo no que à valorização do património cinegético e endógeno de Bragança diz respeito.

Para atingir esse objetivo, o Município de Bragança delineou um programa intensivo e aprofundado nas matérias da Caça, da Pesca e da Castanha, contando, para isso, com o envolvimento de mais de 50 entidades (tanto locais, como outras de cariz nacional e internacional).

Nesta ótica de valorização do património natural e cinegético, a Norcaça – Feira Internacional do Norte dedica o dia inaugural (31 de outubro, quinta-feira), ao debate e ao pensamento sobre as três maiores temáticas do certame, com o XII Fórum Internacional dos Países Produtores de Castanha (14h00) e com o Seminário Norcaça/Norpesca (21h30), que abordará temas como “A Prevenção da Peste Suína Africana e a Gestão da Caça Maior na Região Transmontana” (Caça) e “Zonas de Pesca Lúdica do NE de Portugal: da Experiência Adquirida aos Desafios Futuros” (Pesca). Estas ações decorrem ambas no auditório do Nerba.

Atividades para todos

Desde logo, as Provas de Santo Huberto, as Provas de Caça Prática, Demonstrações de Pesca, Montaria ao Javali, Largada de Perdizes e Faisões, Convívio de Pesca de Margem, e a Exposição de Fauna Viva de Espécies Cinegéticas são algumas das

Iniciativas vocacionadas para a promoção da caça e da pesca.

Porém, nem só de Caça, Pesca e Castanha vive a Feira Internacional do Norte, com atividades para toda a família. São exemplo, o Passeio Micológico, acompanhado por um guia especializado (dia 2 de novembro, sábado), e as Demonstrações Gastronómicas (diariamente, contando com: Mini-Chef Maria – vencedora da primeira edição do Masterchef Júnior Portugal -, Chef Flávio Gonçalves e Maria do Carmo, Chef Eurico Castro, Chef António e Formandos do IEFP e pela cozinha do Restaurante Panorama de Macedo de Cavaleiros).

Para os mais novos, as brincadeiras também não faltam, com o Espaço de Animação Infantil, um lugar cheio de atividades para as crianças (dos 3 aos 10 anos) e vigilância permanente, garantindo a maior segurança para pais e filhos. Outra atração que promete encher o Nerba de gargalhadas e sorrisos é o “Ouriço de Contos” (2 de novembro, sábado), numa sessão de leitura de histórias para os mais novos.

Além disso, a 18.ª Feira Internacional do Norte tem um programa completo e com iniciativas diversificadas durante os quatro dias. De destacar a tradicional Passagem de Modelos, os Concursos de Quadras Populares de S. Martinho, Pintura, Fotografia, os Concursos da Castanha da Terra Fria e Doces de Castanha e a demonstração de apanha mecânica da castanha. Haverá também uma Exposição de Elementos Escultóricos, executados por IPSS’s, IEFP e alunos dos três Agrupamentos de Escolas do Concelho e da Escola Superior de Educação do IPB).

Os visitantes poderão, também, visitar a Exposição e Demonstrações de Cetraria, o Espaço de Educação Ambiental, a Exposição de Máquinas Agrícolas, a Praça da Restauração e a Zona Lounge.

Domingo de Natureza e Desporto

O dia de encerramento desta 18.ª Feira Internacional do Norte propõe uma série de atividades desportivas: pela manhã, a Maratona Ibérica da Castanha, a maior prova de ciclismo BTT da região transmontana, na qual já confirmaram a sua presença mais de 450 betetistas (de ressalvar que ainda faltam duas semanas para o término das inscrições). Esta prova/passeio reserva aos seus participantes, tanto no percurso curto (35km) como no longo (60km), paisagens de cortar a respiração e passagens por algumas das mais míticas aldeias de Bragança, numa incursão por entre soutos e caminhos rurais que levarão os visitantes ao lado mais “selvagem” do concelho.

Durante a tarde, haverá lugar para a Gincana de Tratores Agrícolas, tornando este evento representativo, também, do meio rural, na sua vertente mais recreativa.

Semana Gastronómica – Caça, Pesca & Castanha

Já a partir do dia 25 de outubro e até dia 3 de novembro, decorre a Semana Gastronómica com o apoio dos restaurantes locais (18) que se associam à divulgação da castanha, pesca e caça, privilegiando nas suas ementas pratos confecionados com estes produtos.