Nova bandeira nas praias portuguesas

Se este ano, ao chegar à praia, além das bandeiras verde, amarela e vermelha, vir também uma com duas riscas, uma vermelha e outra amarela, não estranhe.

Esta bandeira indica a zona recomendável para que possa entrar na água e que é controlada pelos nadadores-salvadores ao longo do dia.

O objetivo é o de “ajudar o banhista que frequenta a praia, mais do que ao próprio nadador-salvador”. “Trata-se de uma ajuda para quem frequenta as praias e tem alguma limitação, porque não tem à vontade para andar dentro de água ou porque as condições não são as melhores, ou ainda porque tem crianças”, disse Fernando Pereira da Fonseca, porta-voz da Marinha.

Nova bandeira nas praias portuguesas

Não estranhe se a localização das bandeiras variar ao longo do dia e de um dia para o outro”. Isso significa apenas que as condições do mar, das correntes e dos agueiros podem mudar. É ao nadador-salvador que cabe a tarefa de ir posicionando as bandeiras identificativas da zona, já que “conhece a morfologia da praia, as condições do momento, a corrente, as marés e a existência ou não de agueiros”, disse o responsável, acrescentando, todavia, que “é uma recomendação, não interdita nada”.

Agora já sabe! Este ano, na praia, tenha atenção à cor da bandeira, verde, amarela ou vermelha, para saber se pode tomar banho, e também à da bandeira com riscas vermelha e amarela, que lhe indica a zona onde pode entrar na água com mais segurança!

É que há mar e mar, há ir e voltar!