O Museu como Performance regressa a Serralves

O Museu como Performance é um eixo de programação que promove a autonomia e a relevância da Performance e do performativo, propondo assim um lugar e ocupação do espaço no Museu semelhantes ao de outras disciplinas e formas artísticas, nomeadamente das artes visuais. A 5ª edição tem lugar nos dias 7 e 8 de setembro.

O Museu como Performance vem também destacar a fecunda e longa história de Serralves como um Museu pioneiro na multi e interdisciplinaridade.

A quinta edição acontece no primeiro fim de semana de setembro e reúne uma diversidade de artistas e obras, na sua maioria em estreia nacional, nas áreas da música, dança, performance, artes visuais e dos seus entrecruzamentos, distinguindo-se pela apresentação de dispositivos singulares de exibição e perceção que destabilizam os lugares dominantes de representação.

Implicadas nestas múltiplas transmutações de som, de imagens, de palavras e de gestos, encontramos reflexões críticas que desafiam conceções binomiais, standardizadas e hierarquizadas que estão enraizadas na nossa cultura, assim como jornadas exploratórias focadas em vários quadrantes da condição humana, como a sua construção social, a sua intensidade anímica, as suas vibrações relacionais, que são também as da matéria, as do mundo.