O Prémio Nobel da Literatura vai para…Javier Marías

A FNAC desafiou personalidades da literatura portuguesa a eleger um escritor para receber o Nobel da Literatura em 2018.

Perante a ausência de atribuição do Prémio Nobel da Literatura em 2018, a FNAC através da sua revista Estante (revista gratuita dedicada ao mundo dos livros) juntou um “comité literário”, composto por personalidades bem conhecidas do meio literário e editorial português para responder à questão: quem merecia o Nobel da Literatura em 2018? O vencedor FNAC foi o espanhol Javier Marías, que recolheu a maioria das preferências dos jurados.

Os conceituados escritores Pedro Mexia, Isabel Lucas, Hélia Correia e Ana Teresa Pereira, bem como os editores Francisco Vale e Manuel Alberto Valente, e ainda o jornalista Carlos Vaz Marques aceitaram o desafio da FNAC, à semelhança do que costuma ser feito anualmente pela Academia Sueca, e elegeram Javier Marías, elogiando, entre outros, a “diversidade de temas” e o “fôlego narrativo” das suas narrativas. O romancista madrileno de 67 anos, que também é ensaísta e tradutor, é autor de obras como “Os Enamoramentos, “O Teu Rosto Amanhãe “Amanhã na Batalha Pensa em Mim, tendo já sido distinguido com um International Dublin Literary Award por “Coração tão Branco. Tem ainda a curiosidade de ser o rei de Redonda, uma micronação próxima de Antígua e Barbuda.

Na seleção dos jurados houve ainda menções a vários outros escritores, incluindo nomes como Cormac McCarthy, Milan Kundera e Joyce Carol Oates, bem como aos portugueses António Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luís e Manuel Alegre.