Outubro é mês para estrear novos vinhos

Estaminé 1955 tem novos vinhos na sua carta. A novidade resulta de uma parceria com a Quinta D´Rangel.

O Estaminé 1955 tem três novos vinhos com marca própria na sua carta. A escolha dos três vinhos, um rosé, um branco e um tinto, recaiu nas mãos dos proprietários e dos especialistas da Quinta D´Rangel, que avaliaram os consumos dos clientes, as suas preferências e o “pairing” ideial para a maioria dos hambúrgueres existentes na carta.

“Escolhemos este mês para lançar estes três vinhos, que acreditamos completarem a lista atual de vinhos do nosso espaço, oferecendo aos nossos clientes a possibilidade de optarem por um ótimo vinho, a um preço acessível, que foi escolhido de forma a potenciar o prazer de cada refeição”, adianta Miguel Marques, responsável pelo Estaminé 1955.

Os três vinhos, rosé, branco e tinto, com a assinatura do Estaminé estão disponíveis a copo pelo valor de 3,00€ e em garrafa (75cl) por 8,00€.

O vinho rosé Estaminé 1955 é um vinho fresco com aromas a frutos vermelhos, obtido a partir das castas Castelão e Tinta Roriz, destacando-se framboesas e notas tropicais. Boa acidez, final persistente e elevante. O vinho branco Estaminé 1955 é um vinho jovem e harmonioso obtido a partir das castas Arinto, Vital e Fernão Pires, vinificado a baixas temperaturas com maceração pelicular, resultando num vinho com mineralidade, fresco e frutado. O tinto, um vinho jovem e harmonioso obtido a partir das castas Touriga Nacional, Castelão e Tinta Roriz, vinificado em cubas de inox, com maceração completa e controlo de temperatura. Resulta num vinho de excelente estrutura com taninos equilibrados com notas aromáticas a frutos vermelhos.

Todos os vinhos são provenientes do melhor terroir da região de Lisboa e são produzidos pela Quinta D´Rangel.

“O desafio era grande: criar três vinhos, com qualidade, com um preço competitivo e que cumprissem com o objetivo principal, o de oferecer um imenso prazer a cada refeição servida neste espaço. Considerando as particularidades do espaço, da sua carta e depois de fecharmos as opções, achamos que a aposta está ganha”, indica Nuno Falle Inácio, um dos responsáveis da Quinta D´Rangel.