Quem vai a Faro e não prova…

Ostras, lingueirão, berbigão, mexilhão, búzios, amêijoas, caranguejos e o Dom Rodrigo

Sim, já sabemos que Faro é conhecido pelo melhor que a Ria Formosa e o mar nos oferecem desde as ostras ao lingueirão, berbigão, mexilhão, búzios, amêijoas, caranguejos (…) cozinhados de forma tradicional ou aliando as novas tendências gastronómicas, mas também sabemos que o Dom Rodrigo já ultrapassou todas as barreiras geográficas, não deixando ninguém indiferente!

Aliás, o primeiro lugar no pódium da gastronomia algarvia vai mesmo para a doçaria. Entre as inúmeras tentações, encontra os Dom Rodrigos, os Morgadinhos, os figos e muitas outras especialidades feitas de amêndoa, mel e doce de figo. Doces que remontam à Era das Descobertas, com origem nos conventos. Não estranhe, por isso, se ouvir falar em doces conventuais. Os Dom Rodrigos, também conhecidos como bolos de Dom Rodrigo, são doces tradicionais do Algarve, originários de Lagos, cidade do distrito de Faro, e um dos doces mais típicos da região. São feitos à base de fios de ovos, enriquecidos com canela e amêndoas.

Dom Rodrigo foi um ilustre eclesiástico Tavirense do século XIV, que pertencera a uma família abastada e a ele devemos a delícia deste doce. Conta-se que o doce Dom Rodrigo poderá ter ido buscar o nome a este homem, que, desejoso de saborear algo novo, fez tal pedido à sua cozinheira que, após várias misturas de iguarias, considerou ter descoberto algo digno do paladar do patrão. Caso para dizer: abençoado Dom Rodrigo!