Quem vai a Viseu e não prova…

O Viriato e o Rancho

É presença obrigatória em pastelarias e confeitarias de Viseu e a forma em “V” já não passa despercebida, despertando a curiosidade de locais e estrangeiros.

Por terras de Viseu, o Viriato é mesmo rei, mas a origem da receita original do Viriato, permanece, até aos dias de hoje, um mistério, não se sabendo ao certo que quem criou este bolo foi alguém de Lisboa ou se afinal, teve origem em casa. Origens à parte, uma visita a Viseu é sinónimo de uma prova, ainda que a correr, do doce típico.

Numa terra em que se privilegia os pratos encorpados, o ex-líbris da cidade e, talvez, o prato mais conhecido é o Rancho, à Moda de Viseu, pois claro! Reza a história que a famosa iguaria viseense nasceu em tempos conturbados da guerra entre liberais e absolutistas, no Regimento de Infantaria nº14. Nessa altura, a urgência em garantir a alimentação dos soldados levou o cozinheiro a elaborar um prato com todos os ingredientes que se encontravam à disposição. Da carne de galinha, porco e vaca, dos enchidos, grão-de-bico, batatas, macarrão e couves surgiu uma comida encorpada e calórica que garantiu a resistência dos militares sob as adversidades bélicas.