Quer ser hospedeira de bordo? Cuidado com o que deseja!

Um dos sonhos de muitas jovens mulheres é a de ser hospedeiras ou assistentes de bordo. Mas parece que é perigoso, provoca cancro.

Segundo a pesquisa publicada no Environmental Health, desenvolvida por um grupo de investigadores da Universidade de Harvard, ser assistente de bordo aumenta significativamente o risco de desenvolvimento de vários tipos de cancro, comparativamente ao resto da população em geral.

O acompanhamento e monotorização de cerca de cinco mil assistentes de bordo permitiu concluir que a probabilidade de contraírem cancro da mama subia para 50%, e o risco de aparecimento de cancro no estômago chegava aos 74%.

O aumento de incidência de cancro foi detetado relativamente ao da mama (3,4% entre os assistentes de bordo, comparativamente a 2,3% do resto da população), cervical (1% para 0,70%), gastrointestinal (0,47% para 0,27%), e da tiróide (0,67% para 0,56%). O risco de ocorrência de melanoma aumentava a cada cinco anos na profissão.

Esta deteção de maior prevalência de cancros da mama, de melanoma e de outros cancros da pele entre estes profissionais é surpreendente e até bizarra, tendo em conta que, estatisticamente, este grupo ocupacional regista índices imensamente reduzidos de obesidade e de fumadores”, refere o estudo.

Apesar destes dados, o estudo não apura, com segurança, o que provoca tal aumento. As hipóteses adiantadas como prováveis são a da elevada exposição a radiações ionizantes, devido ao tempo passado pelos tripulantes na parte superior da atmosfera, à fraca qualidade do ar, tal como a ciclos e padrões de sono e de refeições irregulares.