Serralves: lançamento do livro “Arte e infinitude”

A obra “Arte e infinitude” será apresentada a 28 de novembro, pelas 18h30, em Serralves, pelo Professor Bragança de Miranda à conversa com autor, Bernardo Pinto de Almeida.

A Livraria de Serralves recebe, dia 28 de novembro, o lançamento do Livro “Arte e Infinitude” de Bernardo Pinto de Almeida, uma coedição da Fundação de Serralves e da editora Relógios d’Água. Esta publicação surge a convite da Fundação de Serralves, na sequência das conferências proferidas pelo autor na Fundação de Serralves entre novembro de 2017 e março de 2018, designadas Arte e Infinitude. Um ensaio que desenvolve, até ao campo que, não sem equívocos, se designa por Contemporaneidade, a investigação começada pelo autor com o livro O Plano de Imagem (1996), cujo propósito foi elaborar uma “arqueologia da modernidade”.

Bernardo Pinto de Almeida

Nasceu em 1954. Poeta e ensaísta. Prémio AICA/Fundação Gulbenkian de Crítica de Arte (1983). Catedrático de Teoria e História da Arte, na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Organizou a coleção de arte portuguesa contemporânea do MEIAC — Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo (Badajoz/Espanha), integrou a Comissão de Compras da Fundação de Serralves (1990-1996), onde organizou diversas exposições. Entre 1997 e 2001, foi Director Artístico da Fundação Cupertino de Miranda, onde fundou o Centro de Estudos do Surrealismo e organizou diversas exposições. Membro do Conselho de Administração da Fundação Berardo em representação do Estado (2005-2009). Como comissário independente, organizou mais de uma centena de exposições em museus e instituições em Portugal e Espanha. Prefaciou mais de cinco centenas de catálogos em Portugal e no estrangeiro. Dirigiu a coleção “Caminhos da Arte Portuguesa no Século XX” (40 volumes publicados) na Editorial Caminho. Colaborou nas revistas Lápiz, Arte y Parte (Espanha), Artforum e Contemporanea (EUA).

Principais obras publicadas:

Poesia

. A Noite, Relógio D’Água, Lisboa, 2006.

. Negócios em Ítaca, Relógio D’Água, Lisboa, 2011.

. A Ciência das Sombras, Relógio D’Água, Lisboa, 2018.

Ensaio

. Imagem da Fotografia, Assírio & Alvim, Lisboa, 1995. Ed. Italiana Immagine della Fotografia, Jouvence, Roma, 2006. 2.ª Ed. Relógio D’Água (prefácio de Antonio Tabucchi), Lisboa, 2014.

. O Plano de Imagem, Assírio & Alvim, Lisboa, 1996.

. As Imagens e as Coisas, Campo das Letras, Porto, 2002.

. Quatro Movimentos da Pele, Campo das Letras, Porto, 2004.

. Força de Imagem — O Surrealismo, Campo das Letras, Porto, 2007.

. Arte Portuguesa no Século XX — Uma História Crítica, Coral Books, Matosinhos, 2016.