Serralves leva a fotografia de Neal Slavin a Vila Real

Como resultado da parceria estabelecida entre a Fundação de Serralves, que este ano celebra os seus 30 anos, e o Município de Vila Real esta cidade recebe no Teatro Municipal de Vila Real no âmbito da sua programação cultural, a exposição PORTUGAL 1968, do fotógrafo norte-americano Neal Slavin.

Neal Slavin (Brooklyn, Nova Iorque, 1941) era um jovem fotógrafo quando em 1968 visitou Portugal com uma bolsa Fullbright e fotografou o país. As suas imagens, em que se percebe a influência da ‘fotografia de rua’ americana, constituem um contributo imprescindível para a compreensão da fotografia contemporânea e um documento riquíssimo para entender o país que Portugal era em finais da década de 1960, em plena “ditadura benevolente” (como a apelidaram alguns cronistas da época). Algumas das fotografias foram expostas no Museu de Arte Antiga em Lisboa em 1968.  Mas só em 1990, no contexto da FOTOPORTO-BIENAL DE FOTOGRAFIA foi organizada uma grande exposição, PORTUGAL 1968, que apresentava o ambicioso projeto de Neal Slavin de uma forma ampla.  As suas fotografias que integram a Coleção da Fundação de Serralves serão agora apresentadas no Teatro Municipal de Vila Real, numa exposição que, cerca de 50 anos depois, continua a interrogar a imagem de Portugal.

Esta iniciativa integra-se num programa de exposições e apresentação de obras da Coleção de Serralves especificamente selecionadas para os locais de exposição com o objetivo de tornar o acervo acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.