Serralves no Fórum da Maia

Como resultado da parceria estabelecida entre a Fundação de Serralves e o Município da Maia, esta cidade recebe dia 11 deste mês de abril, a exposição "SILVESTRE PESTANA: UM ARTISTA DE CONTRACICLOS".

Esta iniciativa integra-se num programa de exposições e apresentação de obras da Coleção de Serralves especificamente selecionadas para os locais de exposição com o objetivo de tornar o acervo acessível a públicos diversificados de todas as regiões do país.

SILVESTRE PESTANA: UM ARTISTA DE CONTRACICLOS

Desde a década de 1960 que Silvestre Pestana (1949, Funchal, Madeira), artista plástico, poeta e performer, tem desenvolvido uma obra singular no panorama artístico nacional, tendo-se revelado desde o final dos anos 1970 um agente fundamental do circuito artístico independente do Porto. No seguimento de “Tecnoforma”, uma exposição dedicada ao seu trabalho que teve lugar no Museu de Arte Contemporânea de Serralves em 2016, Serralves apresenta no Fórum da Maia uma mostra que parte das obras de Pestana que desde então integraram a sua Coleção. A presente exposição abrange o período em que esteve associado ao coletivo da Poesia Experimental Portuguesa (PO.EX) nos anos 1960; as obras produzidas durante o seu exílio em Estocolmo, na Suécia, entre 1969 e 1974; o regresso a Portugal após a queda do Estado Novo em 1974, altura em que reforça o seu papel pioneiro, a nível nacional, nas áreas do vídeo e da performance; o uso dos néons como um novo sistema de linguagem e animação do corpo; e a introdução das novas tecnologias na sua prática artística.