SERRALVES: O Cinema de Manoel de Oliveira em Vila Real

A Fundação de Serralves e a Câmara Municipal de Vila Real apresentam no Teatro Municipal de Vila Real um ciclo dedicado às representações do Douro no cinema de Manoel de Oliveira.

De 3 a 8 de dezembro, “Manoel de Oliveira: o imaginário do Douro” em cena no Teatro Municipal de Vila Real. Das 21h00 às 23h00.

Das visões modernistas de Douro, Faina Fluvial (1931) às especulações metafísicas de O Estranho Caso de Angélica (2010), o Douro – o rio e a região – constitui um dos focos privilegiados da obra do cineasta.

Histórias e personagens saídas deste território vinícola, entre Vila Real, a Régua e Lamego, construídas muitas vezes em colaboração com Agustina Bessa-Luís, tornaram-se parte indissociável da paisagem do Douro e participam da sua riqueza patrimonial.

Aliando olhar etnográfico e recriação ficcional, Manoel de Oliveira engendrou um universo cinematográfico que se fundiu para sempre com este lugar, um conjunto de filmes que compõem e desafiam o seu imaginário.

Ciclo de Cinema “Manoel de Oliveira – O Imaginário do Douro” em colaboração com a Cinemateca Portuguesa e com a NOS.