Sopro de regresso à Sala Garrett

Depois de uma digressão internacional, Sopro, de Tiago Rodrigues, regressa ao palco da Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II. Em cena de 11 a 19 de janeiro.

Estreado no Festival de Avignon, em 2017, o espetáculo Sopro chegou no final desse mesmo ano à Sala Garrett, seguindo-se depois uma digressão internacional. Regressa agora ao D. Maria II, ao palco atrás do qual a sua protagonista, Cristina Vidal, ponto do Teatro Nacional há mais de 25 anos, tantas vezes se manteve incógnita.

Vencedor do Globo de Ouro de “Melhor Peça/Espetáculo” em 2018, Sopro é um espetáculo com texto e encenação de Tiago Rodrigues que, nestas apresentações, conta com interpretação de Beatriz Brás, Carla Bolito, Cristina Vidal, Isabel Abreu, Marco Mendonça e Romeu Costa.

Acompanhada por cinco atores e centenas de fantasmas, esta guardiã de uma profissão em vias de extinção evoca histórias reais e ficcionais de um teatro agora em ruínas, alicerçado na vastidão da memória.

Em cena de 11 a 19 de janeiro no D. Maria II, o espetáculo terá legendagem em inglês, de 11 a 17 de janeiro, e legendagem em francês, a 18 e 19 de janeiro. No dia 13 de janeiro, domingo, a sessão contará ainda com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e Audiodescrição.