Uma aula de surf para o Guiness

O surfista Tiago Pires quer juntar, no sábado, na praia da Fonte da Telha, em Almada, o maior número de praticantes possível, para uma aula de surf que, além de ser candidata ao livro de recordes, tem um cariz solidário.

Além de concorrer ao título de maior aula de surf do mundo, esta aula de surf apoiará a operação Nariz Vermelho, com todos os participantes a entrarem na água com um nariz vermelho, divulgando deste modo o trabalho que a associação com o mesmo nome desenvolve junto de crianças hospitalizadas.

Tiago Pires garantiu que, mais do que o recorde do Guiness, quer que o evento fique para a história como “um dia de convívio e de troca de experiências entre alunos e professores”, sublinhando que considera “importante que o surf construa e divulgue mensagens relevantes. O respeito pelo próximo, pelo ambiente e pelo mar são três dos vários aspetos que quero reforçar com esta iniciativa e incutir junto de cada aluno e atleta”.

A Federação Portuguesa de Surf associa-se ao evento, tendo o seu presidente, João Aranha, destacado a sua importância ao nível da divulgação da modalidade: “A federação tem todo o prazer em associar-se ao Tiago Pires neste projeto que se realiza pela primeira vez em Portugal. Estamos seguros [de] que será um enorme sucesso e que vai contribuir para dar ainda mais visibilidade e dinâmica à modalidade, proporcionando uma inesquecível experiência de surf”.

De momento, o recorde da maior aula de surf pertence a Bondi Beach, em Sydney, com a participação de 320 pessoas, e foi estabelecido em 2015.

Mas tem os dias contados! O recorde cai este sábado, na Fonte da Telha. Seja ou não praticante, vá à aula e aprenda a surfar…