Vencer a infertilidade

Haja esperança que a Ciência trata do resto (quase sempre)! O milagre da vida, na luta contra a infertilidade!

London O’Neill ainda agora nasceu e já é uma heroína. Derrotou a infertilidade (da mãe). Depois de quatro anos de tratamentos e três abortos. O tempo, a paciência e a Ciência necessárias até um casal conseguir engravidar.

Agora, a fotografia da filha já virou viral e as mães querem que seja uma esperança para quem passa pelo mesmo. À volta da bebé estão as 1616 seringas que a progenitora usou, duas vezes por dia, até dar à luz. A fotografia foi uma encomenda das mães Patricia e Kimberly O’Neill, que queriam mostrar ao mundo a luta e, acima de tudo, deixar uma mensagem de esperança a quem tenha o mesmo problema.

Patricia e Kimberly conheceram-se há seis anos, até que em Fevereiro de 2014 decidiram que queriam ter um filho. Resolveram que seria Patricia a engravidar, uma vez que não tinha uma filha biológica e sempre o quis.

Tudo parecia simples, mas na verdade, estavam apenas no início de uma árdua e longa batalha. Patricia perdeu o primeiro bebé às seis semanas de gestação, o segundo às oito. Sofria de um distúrbio de coagulação sanguínea, Factor V Leiden, que fazia com que tivesse sérias dificuldades em engravidar. Mas não desistiu.

A 3 de agosto London O’Neill nasceu e as mães quiseram registar o momento desta forma especial.

Pelo caminho ficou uma terapia cujos custos chegaram aos 35 mil euros e que juntava duas injeções diárias de um anticoagulante e o tratamento clássico de fertilização in vitro. Kimberly guardou todas as seringas usadas ao longo dos quatro anos.

Desde que foi publicada, a 10 de agosto, a fotografia de Samantha Packer teve mais de 65 mil partilhas na sua página do Facebook.

“Espero que casais que possam estar a passar pelo mesmo vejam que há uma luz ao fundo do túnel”, disse Patricia O’Neill à CNN