“Westway LAB” em Guimarães e Lisboa

Pelo sexto ano consecutivo e por 4 dias na primavera, o Westway LAB converte Guimarães em cidade da música, ao conjugar de forma inovadora a realização de um evento assente em 3 dimensões – Processo (Residências Artísticas), Pensamento (Conferências PRO e Talks) e Produto (Showcases e Concertos) – tendo nesta edição o Canadá como país convidado.

De 10 a 13 de abril, o primeiro showcase festival e conferência PRO do país volta a ligar Portugal à Europa e ao mundo com um forte apoio à internacionalização. Aqui se discutem (em 14 conferências, 2 keynotes, 2 workshops, 3 networking sessions / speed meetings, 2 talks, 20 export offices Europeus) os desafios colocados pela aceleração do mundo de forma interessada e atenta, por uma comitiva nacional e internacional, constituída por mais de 2 centenas de profissionais ao mesmo tempo que artistas provenientes de geografias diversas se encontram para criar e mostrar o seu talento através das residências artísticas e 29 concertos com nomes como Jacco Gardner, The Black Mamba, Batida, Violetta Zironi, Tashi Wada e Julia Holter.

No âmbito da apresentação desta 6ª edição do Westway LAB, gostaríamos muito de contar com a presença do vosso órgão de comunicação social nos encontros promovidos na próxima segunda-feira, dia 8 de abril, para os quais agradeço confirmação de presença através do e-mail brunobarreto@aoficina.pt ou do tlm. 915191218, ficando disponível para qualquer esclarecimento.

 ENCONTRO WESTWAY LAB COM ARTISTAS EM RESIDÊNCIA

No próximo dia 8 de abril, às 16h00, o CCC abre a janela da criação para espreitarmos novos encontros e cruzamentos de diferentes realidades culturais entre músicos nacionais e internacionais, encontros estes que geram sempre incríveis possibilidades criativas (sem limites) a descobrir nos showcases finais do Westway LAB. Aqui se poderá testemunhar o trabalho desenvolvido no âmbito das Residências Artísticas desta 6ª edição que aqui reúne Yosune (PT), Tribe Royal (CA), Captain Boy (PT), Violetta Zironi (IT), João Pascoal (The Happy Mess) (PT), Sofia Ribeiro (Lince) (PT), Beatriz Nunes (PT) e Mickey (AT).

Este encontro reserva a oportunidade para contacto com os artistas em criação, entrevista com os mesmos e com o diretor artístico do festival, e ainda uma breve visita a este espaço, que permitirá conhecer as condições que o mesmo oferece como reforço da aposta no apoio à criação levada a cabo pel’ A Oficina.

O passe geral para os concertos pode ser obtido online através da plataforma oficina.bol.pt e do sítio www.westwaylabfestival.com, onde é igualmente possível consultar todo o programa e realizar os registos na vertente profissional do Westway LAB, que se encontram disponíveis nas versões PRO Gold e PRO Silver.