YourBestLife leva jovens à Índia

O YourBestLife, programa de formação e viagens vocacionado para desenvolver competências interpessoais, impactar e inspirar comunidades locais, escolheu a Índia como um dos destinos da viagem que, em fevereiro de 2020, vai levar sete jovens numa aprendizagem de seis meses à volta do mundo com todas as despesas pagas e 1.300 euros mensais. Os motivos da escolha? A Índia é um país que não deixa ninguém indiferente e proporciona a qualquer viajante momentos incomparáveis devido à sua tradição, cultura, gastronomia, pessoas e, sobretudo, mistura de várias culturas.

Conhecida pelas cores vibrantes, cheiros intensos e movimento frenético, a Índia é um dos países que maior adaptação requer por parte dos viajantes, razão pela qual tem um papel estrutural no roteiro do YourBestLife. O programa pretende que os participantes se submerjam nas culturas, colaborem com as comunidades em zonas desfavorecidas e vivam uma experiência sem precedentes, num destino singular que integra o roteiro de dez países como um dos mais importantes ao nível espiritual.

O “choque” cultural que a Índia pode proporcionar a um viajante ocidental revela-se como uma oportunidade de transformação interna. À beleza e pureza que se observam neste país asiático de grande movimento, onde também se observa muita pobreza e dificuldades, junta-se a autenticidade de milhares de indianos que mantêm uma comunicação autêntica, com uma cultura rica e valores humanos muito presentes.

Um percurso de descoberta do Rajastão

O Rajastão, o estado de maior dimensão da Índia, é o destino principal dos viajantes do programa YourBestLife neste país. Nova Deli, Jaipur, Agra, Matura, Vrindavan, Pushkar, Jodhpur e Udaipur serão algumas das cidades onde os viajantes irão realizar as atividades programadas e experienciar diferenças culturais notórias desde o primeiro impacto.

Aproximar os visitantes das rotinas e dos habitantes locais é um dos focos da viagem, que levará os participantes do YourBestLife a atividades como andar num comboio sobrelotado, jogar cricket, experienciar o transito caótico, dançar ao estilo indiano, visitar escolas ou partilhar uma refeição caseira com uma família local. Aspetos culturais como o artesanato, visita a fábricas de têxtil, participar no festival Hare Krishna e em rituais sagrados no rio, visitar o Taj Mahal ou pintar um elefante são algumas das atividades previstas.

Empreendedorismo social com a Pratham Infotech Foundation

O Impacto Social é um dos pilares do programa YourBestLife, que se desdobra em três causas principais: preservação ambiental, proteção animal e empreendedorismo social. Na passagem pela Índia, a principal causa de Impacto Social que o grupo de viajantes YourBestLife irá trabalhar é o empreendedorismo social, mais precisamente a educação das crianças através da tecnologia. Neste sentido, os participantes vão realizar voluntariado com a ONG “Pratham Infotec Foudation”.

A educação em famílias mais carenciadas é uma necessidade que existe na Índia e a área na qual a “Pratham Infotec Foudation” trabalha, através da partilha de skills e ferramentas com crianças, que lhes permitam superar a exclusão digital. No contacto presencial com as crianças, será também feita uma sensibilização para a situação atual do plástico no mundo e a importância da salubridade e higiene nas cidades, consciencializando para o meio ambiente e preservação do planeta.

A comunicação como aprendizagem principal

«A principal aprendizagem que o programa YourBestLife pretende transmitir aos participantes, na Índia, é a comunicação. Na Índia, a parte humana da comunicação é bastante visível. Apesar do ritmo acelerado das cidades e do número elevado de habitantes, a comunicação é feita com interesse, paixão e autenticidade, algo que se está a perder nos países mais desenvolvidos e com o avanço da tecnologia» refere Guilherme Melo Ribeiro, CEO da YourBestLife.

Além da comunicação, a Índia ensinará também a adaptar e a relativizar os problemas. Os cenários são ricos para os sentidos, incluindo ao nível visual e olfativo, assim como ao nível de emoções, movimento e diferenças culturais, o que leva os visitantes a sair da zona de conforto e a adaptarem-se a novas realidades, incluindo a cultura ou a comida. «Enfrentamos também os nossos próprios problemas com outra perspetiva, face ao contacto com um país que tem desafios e dificuldades tão diferentes das ocidentais» refere Guilherme Melo Ribeiro.

Estas aprendizagens vão ao encontro do objetivo de formação e crescimento pessoal do programa YourBestLife, que pretende ter uma abordagem inovadora aos métodos de aprendizagem contemporâneos, formar seres humanos mais conscientes e tolerantes, desenvolver conexões humanas e competências interpessoais.

Recorda-se que esta é a primeira edição da iniciativa YourBestLife, nascida em Portugal e destinada a participantes internacionais, entre os 18 e os 35 anos, com os seguintes perfis: viajante, novo-viajante, aventureiro, comunicador, contador de histórias, escritor de histórias e apoiante de causas sociais. A rota do programa YourBestLife passa por quatro continentes e dez países – Costa Rica, Perú, África do Sul, Ilha Reunião, Índia, Butão, Myanmar, Indonésia, Irlanda e Portugal. As inscrições estão abertas até novembro de 2019 em www.yourbestlife.io.